ACM diz que herdou quase R$ 3 bilhões em dívidas

A Prefeitura de Salvador (BA) tem uma dívida acumulada de quase R$ 3 bilhões; a informação foi dada pelo prefeito da capital baiana, Antônio Carlos Magalhães Neto (DEM); o democrata disse que herdou da gestão anterior uma dívida de curto prazo que chega ao valor de R$ 559 milhões; já a dívida de longo prazo totalizaria cerca de R$ 2,4 bilhões

ACM diz que herdou quase R$ 3 bilhões em dívidas
ACM diz que herdou quase R$ 3 bilhões em dívidas
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Bahia_247 - A Prefeitura de Salvador (BA) tem uma dívida acumulada de quase R$ 3 bilhões. A informação foi dada pelo prefeito da capital baiana, Antônio Carlos Magalhães Neto (DEM), durante encontro com membros da diretoria da Federação das Indústrias do Estado da Bahia (Fieb). O democrata disse que herdou da gestão anterior uma dívida de curto prazo que chega ao valor de R$ 559 milhões. Já a dívida de longo prazo totalizaria cerca de R$ 2,4 bilhões.

“Vamos verificar a procedência desses compromissos e apresentar um plano de pagamento que vai beneficiar inicialmente os pequenos credores, mas que também vai sinalizar uma perspectiva de pagamento para o conjunto geral”, declarou, segundo o Correio. O prefeito discute coma Fieb a possibilidade de se criar uma agência de negócios na Capital, a Salvador Negócios, a fim de atrair mais investimentos.

O chefe do Executivo municipal afirmou que a prefeitura tem um rombo de R$ 520 milhões quando se faz a relação entre arrecadação e gastos no orçamento 2013. Em consequência, o prefeito quer fazer um contingenciamento de 25% nas despesas de Salvador. O democrata enviará, na próxima semana, um pacote de medidas visando alterações tributárias. “Não vamos mexer em alíquotas e nem majorar impostos. Vamos defender um conjunto de medidas para dar eficiência à arrecadação de tributos”, acrescentou.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email