Acordo no TRT termina greve dos Garis em Aracaju

Após negociação e acordo entre a empresa Cavo Saneamento e representantes do Sindicato dos Agentes de Limpeza de Sergipe (Sindilimp), na sede do Tribunal Regional do Trabalho da 20ª Região (TRT-20), garis e margaridas suspenderam a greve em Aracaju; foram aceitas reivindicações trazidas pelos trabalhadores, caso da melhoria das condições de trabalho, remuneração e compensação dos dias de paralisação, entre outras

Após negociação e acordo entre a empresa Cavo Saneamento e representantes do Sindicato dos Agentes de Limpeza de Sergipe (Sindilimp), na sede do Tribunal Regional do Trabalho da 20ª Região (TRT-20), garis e margaridas suspenderam a greve em Aracaju; foram aceitas reivindicações trazidas pelos trabalhadores, caso da melhoria das condições de trabalho, remuneração e compensação dos dias de paralisação, entre outras
Após negociação e acordo entre a empresa Cavo Saneamento e representantes do Sindicato dos Agentes de Limpeza de Sergipe (Sindilimp), na sede do Tribunal Regional do Trabalho da 20ª Região (TRT-20), garis e margaridas suspenderam a greve em Aracaju; foram aceitas reivindicações trazidas pelos trabalhadores, caso da melhoria das condições de trabalho, remuneração e compensação dos dias de paralisação, entre outras (Foto: Voney Malta)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sergipe 247 – Aracaju já amanheceu contando com o fim da greve dos garis e margaridas da empresa Cavo Saneamento, responsável pela coleta de lixo na capital. 

A decisão foi tomada nesta sexta-feira (24) entre a direção da empresa e o Sindicato dos Agentes de Limpeza de Sergipe (Sindilimp), e ocorreu após negociação e acordo durante audiência na sede do Tribunal Regional do Trabalho da 20ª Região (TRT-20), no Centro Administrativo (zona oeste), segundo reportagem do Jorna do Dia (leia aqui)

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247