Advogado diz que Moro interferiu em investigações contra hackers. Moro nega

O advogado Ariovaldo Moreira, que defende Walter Delgatti, questionou o ex-ministro de Boslonaro Sergio Moro, em audiência, se o pedido do ministro para investigar os supostos hackers não era interferência na PF. Moro negou

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ex-ministro da Justiça Sergio Moro foi obrigado a responder se interferiu na Polícia Federal em seu depoimento à Justiça.  O também ex-juiz disse que recebia informações do andamento do caso pelo então diretor-geral da PF Maurício Valeixo e que 'não sabia dos detalhes específicos'.

A reportagem do jornal O Estado de S. Paulo destaca que “Moro alegou que era informado apenas do andamento das investigações pelo então diretor-geral Maurício Valeixo. O motivo era porque o caso se tratava de ataque à segurança nacional, pois ministros de Estado e até o presidente Jair Bolsonaro foram alvos do ataque.”

O ex-ministro ainda disse: “eu sou informado das investigações, é um passo natural. Eu nunca dirigi essas investigações. Eu não sabia sequer dos detalhes específicos e eu jamais conduziria ou daria determinações ao delegado para agir de uma forma ou de outra nas investigações.”

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email