Afif abre mão de salário como vice, mas mantém cargo duplo

Vice-governador de SP opta em receber remuneração de R$ 26,7 mil pela posição de ministro da nova pasta da Secretaria da Micro e Pequena Empresa; para ele, o fato de o Estado ser governado pelo PSDB e a administração federal pelo PT não é impedimento: "Sou um servidor não de partido; sou um servidor de governo"

Afif abre mão de salário como vice, mas mantém cargo duplo
Afif abre mão de salário como vice, mas mantém cargo duplo

247 – Recém-nomeado ministro para a nova pasta da Secretaria da Micro e Pequena Empresa, o vice-governador de São Paulo Guilherme Afif Domingos, decidiu manter os dois cargos, mas optou em receber o salário do alto escalão do governo.

Ele entregou nesta quarta-feira (8) uma carta ao governador Geraldo Alckmin na qual pede sua exoneração da presidência do Conselho Gestor das Parcerias Público-Privadas, cargo que ocupou desde julho de 2011, e abre mão da remuneração de vice-governador, de R$ 19.629,00 (salário bruto). Como ministro, vai receber de R$ 26,7 mil.

Afif não vê problema em acumular cargos e diz que o fato de o Estado de São Paulo ser governado pelo PSDB e a administração federal estar nas mãos do PT não é impedimento. "Sou um servidor não de partido; sou um servidor de governo", diz Afif, filiado à sigla do ex-prefeito Gilberto Kassab.

Ele cita um caso histórico para defender sua posição: "Em Minas Gerais, Tancredo Neves se elegeu governador em 1982 com Hélio Garcia como vice. Depois, Hélio foi prefeito de Belo Horizonte e acumulou os cargos."

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247