Agenda Goiás ressalta força da economia goiana

Marconi participou nesta quinta-feira, em Rio Verde, da abertura do programa Agenda Goiás, fórum de discussão e planejamento promovido pelo Grupo Jaime Câmara, Governo de Goiás e Sebrae; governador destacou o desenvolvimento econômico da Região Sudoeste; “Esta região tem sido fundamental para que o Brasil não amargue dados econômicos ainda piores. Se somarmos os estados da região Centro-Oeste, tivemos juntos um superávit exportador de quase U$ 20 bilhões, enquanto o Brasil amargou um déficit de cerca de U$ 5 bilhões"

Marconi participou nesta quinta-feira, em Rio Verde, da abertura do programa Agenda Goiás, fórum de discussão e planejamento promovido pelo Grupo Jaime Câmara, Governo de Goiás e Sebrae; governador destacou o desenvolvimento econômico da Região Sudoeste; “Esta região tem sido fundamental para que o Brasil não amargue dados econômicos ainda piores. Se somarmos os estados da região Centro-Oeste, tivemos juntos um superávit exportador de quase U$ 20 bilhões, enquanto o Brasil amargou um déficit de cerca de U$ 5 bilhões"
Marconi participou nesta quinta-feira, em Rio Verde, da abertura do programa Agenda Goiás, fórum de discussão e planejamento promovido pelo Grupo Jaime Câmara, Governo de Goiás e Sebrae; governador destacou o desenvolvimento econômico da Região Sudoeste; “Esta região tem sido fundamental para que o Brasil não amargue dados econômicos ainda piores. Se somarmos os estados da região Centro-Oeste, tivemos juntos um superávit exportador de quase U$ 20 bilhões, enquanto o Brasil amargou um déficit de cerca de U$ 5 bilhões" (Foto: José Barbacena)

Goiás 247 - O governador Marconi Perillo participou, na manhã desta quinta-feira (25) em Rio Verde (região Sudoeste), da abertura da segunda edição do Agenda Goiás, fórum de discussão e planejamento promovido pelo Grupo Jaime Câmara, Governo de Goiás, através da Secretaria de Gestão e Planejamento – Segplan – e Sebrae. O programa Agenda, lançado semana passada, em Goiânia, teve o primeiro encontro regional hoje, com a discussão do tema Desenvolvimento Econômico. Marconi destacou, principalmente, os avanços econômicos e sociais obtidos pela região Centro-Oeste nos últimos anos.

Na solenidade de abertura, além das boas-vindas do prefeito Juraci Martins, discursaram o diretor-superintendente do Sebrae/GO, Igor Montenegro, e o secretário de Gestão e Planejamento, Thiago Peixoto.

Montenegro usou grande parte de seu pronunciamento para enaltecer as conquistas de Goiás durante os governos de Marconi Perillo. Ao considerar que, de 1999 até agora, o Estado viveu novo ciclo em seu desenvolvimento sócio-econômico, o dirigente do Sebrae atribuiu a conquista “a um governo comprometido com as mudanças e os avanços”.

O superintendente do Sebrae de Goiás enumerou investimentos em infraestrutura, na modernização do sistema educacional, responsável por conduzir Goiás à liderança no ensino fundamental do Brasil na avaliação do Ideb, o atendimento de excelência nos hospitais públicos através das OSs, o crescimento exponencial do PIB, que saltou de R$ 17,4 bilhões, em 1998, para mais de R$ 150 bilhões, em 2014, os incentivos para atração de investimentos industriais e de serviços e a união de esforços entre os poderes público e privado.

Thiago Peixoto direcionou seu discurso para as ações futuras do governo: “Goiás liderou no ajuste fiscal. Agimos rápido para cortar despesas, enxugar a máquina pública e projetar o futuro com os pés no chão. Hoje, enquanto muitos ainda discutem os efeitos da crise, Goiás planeja suas ações com a certeza de que continuaremos a avançar”.

Marconi disse que a escolha de Rio Verde para o primeiro encontro regional do Agenda faz justiça a um dos municípios que mais crescem e se desenvolvem no Brasil. “Esta região tem sido fundamental para que o Brasil não amargue dados econômicos ainda piores. Se somarmos os estados da região Centro-Oeste, tivemos juntos um superávit exportador de quase U$ 20 bilhões, enquanto o Brasil amargou um déficit de cerca de U$ 5 bilhões. Ou seja, se não fosse a região, o Brasil teria registrado U$ 25 bilhões de déficit em sua balança comercial no ano passado”.

Ele lembrou que nos últimos anos a região Sudoeste foi bastante beneficiada por um boom de investimentos públicos e privados. “Dezenas de milhões de reais foram investidos no Estado nos últimos dez anos. Conseguimos gerar, nesses dez anos, pelo menos 800 mil empregos segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados do Ministério do Trabalho”.

No discurso de pouco mais de dez minutos que fez ao público de empresários, estudantes e autoridades que lotaram o auditório da Universidade de Rio Verde, onde acontece o Agenda Goiás, o governador defendeu a privatização da Celg. “A Celg será privatizada e não pode ser diferente. O setor privado tem mais competência e dinheiro para fazer os investimentos necessários em subestações, linhas de distribuição, enfim, para atender as demandas que o momento requer, principalmente aqui na região Sudoeste. A privatização da Celg será bom para todos nós”.

Ao reafirmar sua convicção de que a privatização em alguns casos é necessária, Marconi pediu a reflexão do auditório. “Imagine se lá atrás o governo do Brasil tivesse titubeado em relação à privatização da Embraer, da Companhia Vale do Rio Doce, das Telefônicas, de empresas na área de mineração? Se elas tivessem continuado nas mãos do governo, hoje poderiam estar no mesmo caminho da Petrobras”.

Por fim, reiterou seu projeto de levar para a Educação a mesma experiência implantada na área da Saúde. “Queremos também para a Educação o que conquistamos com a Saúde. Hoje temos seguramente a segunda melhor saúde pública do Brasil, só perdendo para a de São Paulo. Queremos que nossa educação ofereça um bom ensino para que o aluno tenha um melhor aproveitamento. Queremos continuar a ser o primeiro no ensino fundamental, mas com um desempenho muito melhor ainda”, salientou.

Até o final de novembro, serão realizadas dez edições do Agenda Goiás, todas em cidades-polo das regiões estratégicas. Ao final de cada evento será produzido um caderno especial com as conclusões dos grupos, apontando os rumos para o crescimento até 2025.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247