'Agripino e Cunha também não deviam ser presos?'

Quem pergunta é o presidente do PT na Bahia, Everaldo Anunciação; para ele, é questionável a atuação da Polícia Federal na prisão do senador Delcídio Amaral (PT), que é acusado de atrapalhar as investigações da Operação Lava Jato; Everaldo questiona o fato de não serem presos o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB), acusado de ter dinheiro ilegal na Suíça; e o senador Agripino Maia (DEM), suspeito de ter recebido R$ 1 milhão em propina; "Defendemos a continuidade das investigações e a punição de quem comete irregularidades. Agora, há uma discussão sobre os critérios que a Polícia Federal usou para definir o flagrante de Delcídio. Deveriam usar o mesmo critério para prender Agripino Maia e Eduardo Cunha"

Quem pergunta é o presidente do PT na Bahia, Everaldo Anunciação; para ele, é questionável a atuação da Polícia Federal na prisão do senador Delcídio Amaral (PT), que é acusado de atrapalhar as investigações da Operação Lava Jato; Everaldo questiona o fato de não serem presos o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB), acusado de ter dinheiro ilegal na Suíça; e o senador Agripino Maia (DEM), suspeito de ter recebido R$ 1 milhão em propina; "Defendemos a continuidade das investigações e a punição de quem comete irregularidades. Agora, há uma discussão sobre os critérios que a Polícia Federal usou para definir o flagrante de Delcídio. Deveriam usar o mesmo critério para prender Agripino Maia e Eduardo Cunha"
Quem pergunta é o presidente do PT na Bahia, Everaldo Anunciação; para ele, é questionável a atuação da Polícia Federal na prisão do senador Delcídio Amaral (PT), que é acusado de atrapalhar as investigações da Operação Lava Jato; Everaldo questiona o fato de não serem presos o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB), acusado de ter dinheiro ilegal na Suíça; e o senador Agripino Maia (DEM), suspeito de ter recebido R$ 1 milhão em propina; "Defendemos a continuidade das investigações e a punição de quem comete irregularidades. Agora, há uma discussão sobre os critérios que a Polícia Federal usou para definir o flagrante de Delcídio. Deveriam usar o mesmo critério para prender Agripino Maia e Eduardo Cunha" (Foto: Romulo Faro)

Bahia 247 - Para o presidente do PT na Bahia, Everaldo Anunciação, é questionável a atuação da Polícia Federal na prisão do senador Delcídio Amaral (PT-MS), que é acusado de atrapalhar as investigações da Operação Lava Jato. Ele questiona o fato de não serem presos o presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que é acusado de ter dinheiro ilegal na Suíça; e o senador Agripino Maia (DEM-RN), suspeito de ter recebido aproximadamente R$ 1 milhão em propina.

"Seguimos defendendo a continuidade das investigações e a punição de quem comete irregularidades. Agora, há uma discussão sobre os critérios que a Polícia Federal usou para definir o flagrante de Delcídio. Deveriam usar o mesmo critério para prender Agripino Maia e Eduardo Cunha", disse Everaldo em entrevista ao Bahia Notícias.

O dirigente petista afirma também que o diretório baiano não tem posição sobre a possível expulsão de Delcídio da legenda. Nesta sexta-feira (27), o PT do Rio Grande do Sul defendeu a saída do senador.

"Não temos posição, pois a discussão sobre a permanência ou expulsão de qualquer integrante é da (executiva) nacional. Não cabe a nós opinar. Segundo que, para que tenha qualquer processo de expulsão, alguém tem que oferecer um pedido de expulsão".

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247