AL vai construir centros de segurança e reformar delegacias

O governador Renan Filho (PMDB) assinou a ordem de serviço para a construção dos seis primeiros centros integrados de segurança pública e ainda anunciou a reforma das delegacias regionais e a construção de duas Casas de Custódia no interior; “As polícias já atuam integradas operacionalmente, mas esses centros vão integrar fisicamente. A PM e a Polícia Civil vão trabalhar juntas no mesmo local e isso aumenta a sinergia do trabalho e integra o trabalho no dia a dia. Trabalhando no mesmo ambiente o resultado sem dúvida será melhor. Isso já tem dado certo em outros lugares”, explicou Renan

O governador Renan Filho (PMDB) assinou a ordem de serviço para a construção dos seis primeiros centros integrados de segurança pública e ainda anunciou a reforma das delegacias regionais e a construção de duas Casas de Custódia no interior; “As polícias já atuam integradas operacionalmente, mas esses centros vão integrar fisicamente. A PM e a Polícia Civil vão trabalhar juntas no mesmo local e isso aumenta a sinergia do trabalho e integra o trabalho no dia a dia. Trabalhando no mesmo ambiente o resultado sem dúvida será melhor. Isso já tem dado certo em outros lugares”, explicou Renan
O governador Renan Filho (PMDB) assinou a ordem de serviço para a construção dos seis primeiros centros integrados de segurança pública e ainda anunciou a reforma das delegacias regionais e a construção de duas Casas de Custódia no interior; “As polícias já atuam integradas operacionalmente, mas esses centros vão integrar fisicamente. A PM e a Polícia Civil vão trabalhar juntas no mesmo local e isso aumenta a sinergia do trabalho e integra o trabalho no dia a dia. Trabalhando no mesmo ambiente o resultado sem dúvida será melhor. Isso já tem dado certo em outros lugares”, explicou Renan (Foto: Voney Malta)

Alagoas 247 - O governador Renan Filho (PMDB) assinou a ordem de serviço para a construção dos seis primeiros centros integrados de segurança pública, durante solenidade, na manhã desta quarta-feira (22), no Palácio República dos Palmares. Ele divulgou que a proposta do Estado é construir 30 espaços como estes em Alagoas para fazer o enfrentamento ao crime. Renan ainda anunciou a reforma das delegacias regionais e a construção de duas Casas de Custódia no interior.

Na opinião do governador, a criação dos centros integrados representa um avanço para a segurança pública.

"É a integração na prática. As polícias já atuam integradas operacionalmente, mas esses centros vão integrar fisicamente. A PM e a Polícia Civil vão trabalhar juntas no mesmo local e isso aumenta a sinergia do trabalho e integra o trabalho no dia a dia. Trabalhando no mesmo ambiente o resultado sem dúvida será melhor. Isso já tem dado certo em outros lugares. Hoje assinamos o contrato para os seis primeiros centros, mas vamos fazer 30. Estamos voltando a investir e enfrentando a crise com trabalho", avalia.

Os centros serão construídos nos municípios de Girau do Ponciano, Murici, Barra de São Miguel, Boca da Mata, São José da Lage e São José da Tapera. As obras são garantidas com recursos repassados do superávit do Departamento de Trânsito (Detran). O projeto de lei foi encaminhado e aprovado pela Assembleia Legislativa em agosto de 2015 e os repasses anuais ficarão em torno de R$ 15 a 20 milhões até completar os R$ 72 milhões determinados. 

Reforma

Renan Filho prometeu reformar as delegacias regionais e disse que, nos próximos dias, assina os contratos para as seis primeiras obras.

"Quanto às delegacias regionais temos duas medidas. A primeira é a construção das Casas de Custódia para tirar os presos das delegacias. Serão duas, em Arapiraca e em União dos Palmares. Fora isso, vamos reformar as delegacias regionais. Ia assinar essas reformas hoje, mas não deu tempo. Nos próximos dias, vou assinar a reforma das seis primeiras delegacias, num custo de R$ 3 milhões. Isso vai melhorar a capacidade investigativa dos policiais", adianta.

Ele falou da dívida do Estado e disse que está esperando a aprovação do projeto de lei no Congresso Nacional. Por enquanto, Renan Filho esclareceu que não pode revelar ainda em quanto o Estado vai economizar nos próximos seis meses, já que precisa esperar pelo projeto aprovado. Mas garantiu que, caso isso aconteça, garante que não vai atrasar os salários dos servidores.

"Precisamos ver primeiro o que vai sair do Congresso para saber quanto economizaremos. Coisas dessa natureza precisam aguardar uma definição. Vou aguardar o resultado final com serenidade para só então fazer contas. A princípio teremos uma economia razoável, que dá para que o Estado mantenha os compromissos em dia. Se tivermos essa aprovação, garanto que o Estado nunca vai atrasar salários. Eu nunca tinha garantido isso, sempre dizia que era um trabalho mês a  mês", comenta o governador.

Adutora

Ele também adiantou que na terça-feira o ministro da Integração Nacional estará aqui para a inauguração da adutora do Sertão e que, na semana que vem, vai assinar a ordem de demolição da retífica ao lado da Santa Mônica.

"Na terça o ministro da Integração vem a Alagoas para inaugurar a adutora do alto Sertão. Muito simbólico, porque será retirada água em larga escala do Canal do Sertão para levar para as pessoas, para oito cidades. É uma obra muito importante", informa.

Com gazetaweb.com

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247