Alagoas decreta emergência em 37 municípios

O governo do Estado decretou situação de emergência, por 180 dias, em 37 municípios alagoanos afetados pela seca. O decreto, publicado no Diário Oficial desta sexta-feira (3), considera questões como a redução das precipitações pluviométricas, a queda das reservas hídricas e os impactos decorrentes das perdas significativas na agropecuária da região do semiárido

O governo do Estado decretou situação de emergência, por 180 dias, em 37 municípios alagoanos afetados pela seca. O decreto, publicado no Diário Oficial desta sexta-feira (3), considera questões como a redução das precipitações pluviométricas, a queda das reservas hídricas e os impactos decorrentes das perdas significativas na agropecuária da região do semiárido
O governo do Estado decretou situação de emergência, por 180 dias, em 37 municípios alagoanos afetados pela seca. O decreto, publicado no Diário Oficial desta sexta-feira (3), considera questões como a redução das precipitações pluviométricas, a queda das reservas hídricas e os impactos decorrentes das perdas significativas na agropecuária da região do semiárido (Foto: Voney Malta)

Alagoas247 - Também é considerado pelo documento o alto comprometimento dos reservatórios hídricos locais, problema que tem ocasionado dificuldades da população no abastecimento de água para consumo humano e animal. Além disso, o documento também aponta que os alagoanos não conseguiram superar os danos e prejuízos provocados pela falta de chuvas na região.

A situação de emergência abrange os municípios de Água Branca, Arapiraca, Batalha, Belo Monte, Cacimbinhas, Canapi, Carneiros, Coité do Nóia, Craíbas, Delmiro Gouveia, Dois Riachos, Estrela de Alagoas, Girau do Ponciano, Igaci, Inhapi, Jacaré dos Homens, Jaramataia, Major Izidoro, Maravilha, Mata Grande, Minador do Negrão, Monteirópolis, Olho D'Água das Flores, Olho D'Água do Casado, Olivença, Ouro Branco, Palestina, Palmeira dos Índios, Pão de Açúcar, Pariconha, Piranhas, Poço das Trincheiras, Quebrangulo, Santana do Ipanema, São José da Tapera, Senador Rui Palmeira e Traipu.

A partir de agora, os órgãos estaduais situados nas áreas atingidas deverão adotar as medidas necessárias para o combate à situação de emergência, trabalho que deverá ser realizado em conjunto com os órgãos municipais.

Com gazetaweb.com

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247