Alckmin alfineta Doria e chama Lula de “ladrão”

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), disse nesta terça-feira em entrevista à rádio Bandeirantes que "o Brasil não precisa de um showman e sim de alguém que resolva os problemas", numa possível referência a João Doria; questionado sobre a possível candidatura do ex-presidente Lula, afirmou: "só tenho uma coisa a dizer com políticos cujo patrimônio cresce enquanto exerce cargo: ladrão"

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), disse nesta terça-feira em entrevista à rádio Bandeirantes que "o Brasil não precisa de um showman e sim de alguém que resolva os problemas", numa possível referência a João Doria; questionado sobre a possível candidatura do ex-presidente Lula, afirmou: "só tenho uma coisa a dizer com políticos cujo patrimônio cresce enquanto exerce cargo: ladrão"
O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), disse nesta terça-feira em entrevista à rádio Bandeirantes que "o Brasil não precisa de um showman e sim de alguém que resolva os problemas", numa possível referência a João Doria; questionado sobre a possível candidatura do ex-presidente Lula, afirmou: "só tenho uma coisa a dizer com políticos cujo patrimônio cresce enquanto exerce cargo: ladrão" (Foto: Romulo Faro)

SP 247 - O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), disse nesta terça-feira em entrevista à rádio Bandeirantes que "o Brasil não precisa de um showman e sim de alguém que resolva os problemas". O 'showman' a quem se refere Alckmin deve ser seu correligionário João Doria, seu adversário na disputa interna tucana pela candidatura à presidência da República.

Sobre candidatos que se apresentam como 'não político', exemplo do prefeito da capital paulista, Alckmin disse que "sempre" estimulou "novas lideranças", mas ponderou que "primeiro é preciso saber o que são esses 'novos' candidatos". "É a idade? Ter 30 anos? O 'novo' é nunca ter disputado?", questionou Alckmin.

Alckmin comentou também sobre a possível candidatura do ex-presidente Lula, quem chamou de "ladrão". "Só tenho uma coisa a dizer com políticos cujo patrimônio cresce enquanto exerce cargo: ladrão".

O tucano garante estar pronto para enfrentar Lula. "Estou preparado para disputar o candidato mais forte, que é Lula. "Se ele for [candidato à Presidência], vamos enfrentá-lo e trabalhar para convencer e mostrar que o caminho para o Brasil crescer é outro"

O tucano também comentou sobre "ameaças petistas". "Petistas não estão acima da lei, nem à margem da lei. A lei é para todos".

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247