Alckmin larga mal para corrida à presidência

Piora avaliação do governo de São Paulo, cuja aprovação e desaprovação fica empatada, segundo levantamento do Instituto Paraná Pesquisas realizado na capital paulista; 47,9% dos entrevistados consideram a gestão do tucano boa ou ótima, contra 47,8% que a avaliam como ruim ou péssima; segundo a mostra, se as eleições presidenciais fossem hoje, Geraldo Alckmin teria 28,2% dos votos e perderia para Marina Silva, com 32%, mesmo entre eleitores do estado que governa; ele também registra um desempenho bem inferior ao do senador mineiro Aécio Neves, que também quer ser candidato pelo PSDB

www.brasil247.com - Piora avaliação do governo de São Paulo, cuja aprovação e desaprovação fica empatada, segundo levantamento do Instituto Paraná Pesquisas realizado na capital paulista; 47,9% dos entrevistados consideram a gestão do tucano boa ou ótima, contra 47,8% que a avaliam como ruim ou péssima; segundo a mostra, se as eleições presidenciais fossem hoje, Geraldo Alckmin teria 28,2% dos votos e perderia para Marina Silva, com 32%, mesmo entre eleitores do estado que governa; ele também registra um desempenho bem inferior ao do senador mineiro Aécio Neves, que também quer ser candidato pelo PSDB
Piora avaliação do governo de São Paulo, cuja aprovação e desaprovação fica empatada, segundo levantamento do Instituto Paraná Pesquisas realizado na capital paulista; 47,9% dos entrevistados consideram a gestão do tucano boa ou ótima, contra 47,8% que a avaliam como ruim ou péssima; segundo a mostra, se as eleições presidenciais fossem hoje, Geraldo Alckmin teria 28,2% dos votos e perderia para Marina Silva, com 32%, mesmo entre eleitores do estado que governa; ele também registra um desempenho bem inferior ao do senador mineiro Aécio Neves, que também quer ser candidato pelo PSDB (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News

SP 247 – O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), vê piorar a avaliação de sua gestão ao mesmo tempo em que larga mal para a corrida presidencial. De acordo com levantamento divulgado nesta terça-feira 22 pelo Instituto Paraná Pesquisas, a aprovação e desaprovação do governo paulista está empatada: 47,9% consideram a administração boa ou ótima, contra 47,8% que a avaliam como ruim ou péssima.

Pesquisas do Datafolha apontaram para uma queda de 10 pontos percentuais na avaliação positiva do governo Alckmin desde outubro do ano passado até fevereiro de 2015, quando registrava 38% de aprovação. Desde junho de 2013, quando houve as manifestações em São Paulo, esta foi a queda mais brusca no índice já enfrentada pelo governador. Entre julho e outubro de 2014, a aprovação variava entre 46% e 48%.

Corrida presidencial

Ainda de acordo com a mostra do Paraná Pesquisas, se as eleições presidenciais fossem hoje, Geraldo Alckmin perderia para Marina Silva e teria um desempenho bem inferior ao do senador Aécio Neves (PSDB), mesmo entre os eleitores do estado em que governa. Em um cenário contra a ex-senadora, atualmente no PSB, ele teria 28,2% das intenções de voto, contra 32% da adversária e 19,2% de Lula, em terceiro lugar.

PUBLICIDADE

Se estivesse no lugar de Alckmin, o presidente do PSDB, senador Aécio Neves (PSDB), que também quer se candidatar ao Planalto pelo partido, teria um desempenho bem melhor. Aécio lideraria a disputa com 40,2%, deixando Marina em segundo, com 25,6%, e Lula teria 17,7%. Nas duas hipóteses, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), aparece na quarta posição, à frente do senador Ronaldo Caiado (DEM-GO), na quinta.

Confira abaixo a íntegra da pesquisa, realizada com 1.054 eleitores da capital paulista entre 15 e 18 de junho. 

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email