Alckmin nomeia professor de e-commerce para a pasta do Meio Ambiente

Maurício Brusadin é especialista em comunicação digital e conteúdo para redes sociais, tendo coordenado a campanha digital de Aécio Neves em 2010 e trabalhado com Marina Silva, Ricardo Young e Fábio Feldmann; Brusadin assume a pasta num momento em que Alckmin desmonta órgãos de pesquisa e quer vender florestas

O Governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, juntamente com os Secretários: Samuel Moreira (Casa Civil), Luiz Souto Madureira (Adjunto da Justiça e da Defesa e Cidadania), Leonardo de Moraes Barros
O Governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, juntamente com os Secretários: Samuel Moreira (Casa Civil), Luiz Souto Madureira (Adjunto da Justiça e da Defesa e Cidadania), Leonardo de Moraes Barros (Foto: Charles Nisz)

Cida de Oliveira, Rede Brasil Atual - O governador Geraldo Alckmin (PSDB) empossou nesta quinta-feira (31) o novo secretário do Meio Ambiente. Para substituir seu antigo secretário, o advogado Ricardo Salles, que é réu e alvo de outras investigações do Ministério Público, o tucano nomeou outro nome estranho ao meio ambiente: o economista Maurício Brusadin.

“Acabamos de dar posse ao Maurício Brusadin, novo secretario de estado do Meio Ambiente. Quero agradecer ao Ricardo Salles pela sua dedicação e sua competência no período em que chefiou a pasta do Meio Ambiente. E o Mauricio Brusadin, economista com mestrado na área de engenharia urbana, uma larga experiência na área ambiental, vai fazer um ótimo trabalho”, declarou o governador.

Formado pela Universidade Estadual Paulista, a Unesp, o novo gestor do Sistema Ambiental Paulista – que tem em seu guarda-chuva os institutos de Botânica, Florestal, Geológico, Zoológico, a Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb), a Polícia Militar Ambiental e o Conselho Estadual de Meio Ambiente, entre outras comissões – Brusadin não tem larga experiência na área, como disse Alckmin.

Segundo o currículo de Brusadin, o mais perto que chegou da área de meio ambiente foi ter trabalhado para Marina Silva, Fábio Feldman e Ricardo Young – nomes reconhecidos com atuação no setor. Em 2010, ele trabalhou na campanha para a então candidata à Presidência da República, do então candidato ao governo paulista e do candidato ao Senado, respectivamente.

Brusadin também é próximo do secretário do Meio Ambiente na gestão José Serra (2007 a 2010), Xico Graziano (2007 a 2010), de quem é sócio na Epolitics Posicionamento Digital.  Ou será que foi escolhido por Alckmin por ter dirigido o diretório estadual do Partido Verde?

Mestre em Engenharia Urbana (UFScar), Brusadin é especialista em redes sociais (e-commerce School), ele tem no currículo ainda campanha feita para a candidatura Aécio Neves, em 2010.

Seu antecessor, Ricardo Salles, foi um antigestor, conforme a direção da Associação dos Pesquisadores Científicos do Estado de São Paulo (APqC). Em carta aberta, na qual se despede no melhor estilo “já vai tarde”, a entidade ressalta que ele foi incapaz de perceber que o Geológico cuida da vida com seus estudos geotécnicos e ações diretas de salvamento; que o Florestal é guardião da Biodiversidade e propicia educação ambiental, conhecimento bioecológico e manejo da natureza; e que o Botânico abriga um tesouro da humanidade em seu herbário e estipula diretrizes conservacionistas, entre muitas outras responsabilidades importantes.

E que o ex-mandatário Salles cometeu uma série de equívocos administrativos, em nome de uma falsa eficiência, que expuseram as unidades de conservação da natureza, com sua fauna e flora ameaçadas de extinção.

Em sua carta de despedida do cargo, porém, Salles – que teve o nome envolvido na negociação de venda da sede do Instituto Geológico – destacou que sua sua gestão foi pautada “pela busca incessante da desburocratização, simplificação e racionalização da máquina administrativa, sempre com estrita observância da legislação ambiental e em defesa da sustentabilidade”.

Nessa lógica da racionalização administrativa a qualquer preço, o que esperar do novo titular da pasta que comanda um sistema que tem como missão executar políticas que promovam um meio ambiente ecologicamente equilibrado, à presente e às futuras gerações, assegurando condições ao desenvolvimento sustentável, aos interesses da seguridade social e à proteção da dignidade da vida humana?

Diretor da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico, professor de Planejamento Digital da Ecommerce School, consultor digital da Rede de Ação Política pela Sustentabilidade (RAPS) e especialista em estratégias políticas de comunicação digital e formulação de conteúdo para redes sociais, o novo gestor é a aposta de Alckmin para modernizar a gestão ainda mais que Salles. E quem sabe vender, pela internet, os parques, as florestas estaduais e áreas de conservação.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247