Algoz de Marconi, companheiro de Delúbio

Deputado Odair Cunha (PT-MG), que castiga o governador de Goiás na CPI do caso Cachoeira, é uma das principais testemunhas de defesa do ex-tesoureiro do PT no processo do mensalão

Algoz de Marconi, companheiro de Delúbio
Algoz de Marconi, companheiro de Delúbio (Foto: Folhapress)

Minas 247 – Acusado pelo governador de Goiás, Marconi Perillo, de agir de forma partidária na CPI do caso Cachoeira, o relator Odair Cunha (PT-MG) é também uma das principais testemunhas de defesa de Delúbio Soares, ex-tesoureiro do PT, no processo que começará a ser julgado em 2 de agosto.

A revelação foi feita em reportagem desta quarta-feira da Folha de S. Paulo (leia mais aqui). Como testemunha, Cunha deu seu depoimento em 2009 e afirmou não conhecer nada que “desabone a conduta” de Delúbio. Disse ainda que não se pode presumir que houve compra de votos.

Na CPI, no entanto, Cunha já formou seu juízo e pretende propor o indiciamento de Marconi Perillo, por supostas ligações com a construtora Delta e o grupo de Carlos Cachoeira. Marconi, por sua vez, acusa o relator de conduzir a CPI com um objetivo político, qual seja, o de mascarar o julgamento do mensalão. Ele pede até que o PSDB represente no Conselho de Ética contra o deputado petista.

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247