Alunos de colégio na Bahia causam polêmica ao usar roupa da KKK

Mais um caso de preconceito envolvendo alunos de escolas particulares; depois de alunos gaúchos zombarem de porteiros e garis, estudantes de escola baiana participam de atividade com fantasias da Ku Klux Klan

Mais um caso de preconceito envolvendo alunos de escolas particulares; depois de alunos gaúchos zombarem de porteiros e garis, estudantes de escola baiana participam de atividade com fantasias da Ku Klux Klan
Mais um caso de preconceito envolvendo alunos de escolas particulares; depois de alunos gaúchos zombarem de porteiros e garis, estudantes de escola baiana participam de atividade com fantasias da Ku Klux Klan (Foto: Charles Nisz)

Bahia 247 -  Estudantes de um colégio particular de Salvador foram criticados nas redes sociais por usarem fantasias de integrantes da Ku Klux Klan, organização racista dos Estados Unidos, em uma atividade escolar. O caso envolveu alunos do 3º ano do Colégio Anchieta. No dia 7, os alunos participavam de uma atividade relacionada ao "Dia do Mico". Dois alunos decidiram se vestir de integrantes da Ku Klux Klan. A atitude provocou a revolta de alguns colegas, que decidiram publicar as imagens nas redes sociais.

É o segundo caso nesta semana envolvendo alunos de escolas particulares. Estudantes de uma escolar particular de Novo Hamburgo (RS) causaram polêmica após se vestirem de profissionais como garis e vendedores ambulantes, em alusão a atividades que fariam caso seus planos de vida dessem errado.

O Colégio Anchieta publicou uma nota sobre o caso no Facebook da escola. No texto, a unidade de ensino afirmou que "a atividade escolar tinha o objetivo de oferecer uma descontração aos alunos e afirmou que as encenações flagradas e divulgadas nas redes sociais são incoerentes com o objetivo da atividade, como também com a filosofia do Colégio Anchieta".

Ku Klux Klan
Ku Klux Klan é o nome com o qual se identificam várias organizações de supremacistas brancos nos Estados Unidos. Eles justificam sua homofobia, anti-semitismo e racismo com passagens da Bíblia. O grupo surgiu da Guerra da Secessão, quando a escravidão foi abolida, e marcou a história americana com frequentes linchamentos de negros no sul. A versão moderna adicionou à sua causa propósitos anti-imigração.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247