HOME > Geral

Amastha alfineta Marcelo e Cláudia rebate

O prefeito de Palmas, Carlos Amastha (PSB), fez duro discurso contra o governador Marcelo Miranda (PMDB) e indicou aos correligionários que haverá uma nova disputa contra “todos” os chamados políticos tradicionais; “Eu sinceramente não tenho mais paciência. Tremendos caras de pau. Uma porcaria de um governador que vem e fala ‘tem que respeitar minha história’. Qual história, infeliz? Criminoso. O quanto roubou, roubou, roubou e continua roubando. Tem que respeitar o povo que o elegeu”; a vice-governadora Cláudia Lélis rebateu as críticas de Amastha. "Quem conhece a história do Tocantins tem que enfatizar a falar nela e quem não conhece não tem parâmetro pra isso", disse. 

O prefeito de Palmas, Carlos Amastha (PSB), fez duro discurso contra o governador Marcelo Miranda (PMDB) e indicou aos correligionários que haverá uma nova disputa contra “todos” os chamados políticos tradicionais; “Eu sinceramente não tenho mais paciência. Tremendos caras de pau. Uma porcaria de um governador que vem e fala ‘tem que respeitar minha história’. Qual história, infeliz? Criminoso. O quanto roubou, roubou, roubou e continua roubando. Tem que respeitar o povo que o elegeu”; a vice-governadora Cláudia Lélis rebateu as críticas de Amastha. "Quem conhece a história do Tocantins tem que enfatizar a falar nela e quem não conhece não tem parâmetro pra isso", disse.  (Foto: Leonardo Lucena)

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Tocantins 247 - O PSB reuniu-se na segunda-feira (4), para dar posse a nova diretoria metropolitana, ainda no comando do deputado estadual Alan Barbiero. O prefeito de Palmas, Carlos Amastha (PSB), fez duro discurso contra o governador Marcelo Miranda (PMDB) e indicou aos correligionários que haverá uma nova disputa contra “todos” os chamados políticos tradicionais.

"Eu sinceramente não tenho mais paciência. Tremendos caras de pau. Uma porcaria de um governador que vem e fala ‘tem que respeitar minha história’. Qual história, infeliz? Criminoso. O quanto roubou, roubou, roubou e continua roubando. Tem que respeitar o povo que o elegeu", disse no evento. Os relatos desta matéria foram publicados na Gazeta do Cerrado.

O chefe do executivo estadual defendeu a sua gestão. "O Brasil quebrou, o Estado quebrou, e Palmas é um canteiro de obras. Por quê?", questionou. "Graças a todos nós que vamos fazendo essa administração com seriedade, coerência, honestidade, planejamento e foco nas pessoas", respondeu.

A vice-governadora Cláudia Lélis rebateu as críticas de Amastha. "Quem conhece a história do Tocantins tem que enfatizar a falar nela e quem não conhece não tem parâmetro pra isso", disse. "Basta percorrer o estado e voltar ao passado para ver as obras, a história que está sendo feita e continuidade com as obras que o governador está entregando", complementou.

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista: