Amastha diz que apresenta todos os esclarecimentos à PF

Após ser ouvido pela Polícia Federal (PF), em Palmas, o prefeito Carlos Amastha disse confiar no trabalho da Justiça Federal; no Twitter, o prefeito que confira na isenção da Polícia Federal; "Oito horas respondendo todas as perguntas pertinentes. Confio plenamente na capacidade de análise e isenção da @PoliciaFederal. Faz parte", afirmou Amastha

Após ser ouvido pela Polícia Federal (PF), em Palmas, o prefeito Carlos Amastha disse confiar no trabalho da Justiça Federal; no Twitter, o prefeito que confira na isenção da Polícia Federal; "Oito horas respondendo todas as perguntas pertinentes. Confio plenamente na capacidade de análise e isenção da @PoliciaFederal. Faz parte", afirmou Amastha
Após ser ouvido pela Polícia Federal (PF), em Palmas, o prefeito Carlos Amastha disse confiar no trabalho da Justiça Federal; no Twitter, o prefeito que confira na isenção da Polícia Federal; "Oito horas respondendo todas as perguntas pertinentes. Confio plenamente na capacidade de análise e isenção da @PoliciaFederal. Faz parte", afirmou Amastha (Foto: Leonardo Lucena)

Tocantins 247 - Após ser ouvido pela Polícia Federal (PF) nessa quinta-feira (1), em Palmas, o prefeito Carlos Amastha disse confiar no trabalho da Justiça Federal.

No Twitter, o prefeito que confira na isenção da Polícia Federal. "Oito horas respondendo TODAS as perguntas pertinentes. Confio plenamente na capacidade de análise e isenção da @PoliciaFederal. Faz parte", afirmou Amastha.

"Sobre depoimento do prefeito Carlos Amastha à Polícia Federal informamos que todos os esclarecimentos necessários inerentes às investigações foram prestados pelo prefeito em oito horas de depoimento", diz a nota da sua assessoria de imprensa.

Havia um mandado de condução coercitiva em aberto contra o prefeito desde o dia 10 de novembro.

O mandado de condução coercitiva que estava em aberto é da Operação Nosotros, da PF, que investiga uma suposta fraude na licitação do BRT de Palmas. No dia em que a operação foi deflagrada, 10 de novembro, Amastha estava em viagem na Espanha e, como consequência, o mandado não foi cumprido.

 

 

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247