América vence de novo o Cruzeiro e faz a final contra o Galo

Em partida emocionante, Coelho faz o primeiro logo aos 2min; Cruzeiro empata aos 26min, parte para cima e leva o gol j nos acrscimos do segundo tempo. Primeiro jogo da final entre Amrica e Atltico domingo, no Estdio Independncia. Festa do lado verde e preto. No lado azul, a dvida se Vgner Mancini continua como tcnico

Minas 247 - Não faltou emoção no clássico entre Cruzeiro e América pelas semifinais do Campeonato Mineiro. Em partida eletrizante do início ao fim, o Coelho venceu a Raposa pela segunda vez consecutiva. Com a vitória por 2 a 1 na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas, o América disputa a final contra o Atlético. O primeiro jogo é no próximo domingo, desta vez em Belo Horizonte, no Estádio Independência.

Vários ingredientes se reuniram e fizeram do clássico um jogo emocionante. Durante a semana, provocações de ambos os lados acirraram os ânimos. Os jogadores do Cruzeiro não gostaram de gestos feitos pelo atacante Alessandro, do América, quando o Coelho marcou o terceiro gol na semana passada. Com 3 a 0, ele deu a entender que a fatura estava liquidada. O Cruzeiro ainda marcaria dois gols naquele jogo, em apenas 15min, e garantiu a disputa para este domingo.

A partida teve gol logo no comecinho, e contra, do zagueiro celeste Vitorino. O Cruzeiro precisaria virar a partida, mas teria ainda 88 minutos para isso. Logo aos 8min, Everton sofreu pênalti do goleiro Neneca. Wellington Paulista bateu, o goleiro pegou e, no rebote, o atacante cruzeirense perdeu um gol daqueles que até nossas avós fariam.

O time celeste insistiu e conseguiu o empate aos 26min, ainda no primeiro tempo. Aos 42min, mais polêmica: com os braços abertos, o zagueiro Gabriel cortou um cruzamento de Everton com a mão, dentro da área. Pênalti que o juiz não deu, apesar das reclamações cruzeirenses.

O segundo tempo manteve a tônica de o Cruzeiro atacar e o Coelho defender. A diferença é que, desta vez, o América passou a explorar com mais eficiência os contra-ataques, oferecendo perigo real ao goleiro Fábio.

Um torcedor do Cruzeiro tentaria chamar a atenção invadindo o campo perto do final da partida. Até conseguiu, flagrado pelas câmeras de TV, mas os policiais rapidamente retiraram do gramado o torcedor, que prejudicou apenas o seu próprio time com a invasão.

Faltava muito pouco e o Cruzeiro tentava chegar ao gol sem organização tática. Deixava espaços para o América, que aproveitou enfim já nos acréscimos, aos 48min.

A torcida do Coelho, que era minoria na Arena do Jacaré, fez muita festa ao final. Ao Cruzeiro, resta a Copa do Brasil e o Campeonato Brasileiro. Como está com uma disputa em andamento, o técnico Vágner Mancini deve ser mantido no cargo. Mas a diretoria cruzeirense já trabalha alternativas, caso a equipe seja eliminada - enfrenta o Atlético-PR pelas oitavas de final da Copa. Luiz Felipe Scolari, atualmente no Palmeiras, e até uma volta de Adilson Batista, são algumas das opções estudadas.

Na final do Mineiro, o Atlético joga com a vantagem de dois resultados iguais, já que fez melhor campanha na fase classificatória. O Galo aproveitou essa vantagem contra o Tupi. O América não fez por menos e, mesmo sem a vantagem, desclassificou o Cruzeiro. São mais ingredientes para a grande final.

FICHA DO JOGO

Cruzeiro 1 x 2 América

Cruzeiro

Fábio, Diego Renan (Elber), Leo, Victorino (Amaral) e Everton; Leandro Guerreiro, Marcelo Oliveira (Wallyson), Roger e Montillo; Anselmo Ramon e Wellington Paulista.

Técnico: Vágner Mancini

América

Neneca; Rodrigo Heffner, Gabriel, Everton e Bryan; Dudu, Leandro Ferreira, Moisés e Rodriguinho; Alessandro (Bruno Meneghel) e Fábio Júnior

Técnico: Givanildo Oliveira

Motivo: jogo de volta da semifinal do Campeonato Mineiro

Estádio: Arena do Jacaré, em Sete Lagoas

Data: 29 de abril (domingo)

Gols: Victorino (contra), aos 2min, Wellington Paulista, aos 26min do primeiro tempo; Fábio Júnior aos 48 do segundo tempo

Árbitro: Luis Flávio de Oliveira (Aspirante FIFA/SP)

Assistentes: Rodrigo Pereira Jóia e Roberto Braatz

Cartões amarelos: Wellington Paulista, Everton (Cruzeiro) e Neneca, Everton Luiz, Dudu, Leandro Ferreira, Fábio Junior (América)

Público pagante: 17.780

Renda: R$ 301.056,00

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247