Amorim já gastou R$ 4,5 mi, três vezes mais do que JB

Despesas da campanha do candidato a governador pelo PSC, Eduardo Amorim, deram um salto gigantesco, quando comparadas ao primeiro mês de campanha; ele já gastou R$ 4,5 milhões; maior parte deste dinheiro foi utilizado para a produção dos programas de rádio e TV – quase R$ 3 milhões; arrecadação, no entanto, continua muito aquém do esperado. Amorim recebeu, até o momento, pouco mais de R$ 250 mil em doações; já o governador Jackson Barreto (PMDB) declarou ter gasto, até agora, R$ 633,8 mil; arrecadação de doações de JB também segue em baixa, num total de 283 mil; no entanto, além da prestação de contas do candidato, o partido dele, o PMDB, também apresentou valores de receitas e despesas; legenda arrecadou R$ 850 mil, enquanto gastou R$ 1 milhão

Despesas da campanha do candidato a governador pelo PSC, Eduardo Amorim, deram um salto gigantesco, quando comparadas ao primeiro mês de campanha; ele já gastou R$ 4,5 milhões; maior parte deste dinheiro foi utilizado para a produção dos programas de rádio e TV – quase R$ 3 milhões; arrecadação, no entanto, continua muito aquém do esperado. Amorim recebeu, até o momento, pouco mais de R$ 250 mil em doações; já o governador Jackson Barreto (PMDB) declarou ter gasto, até agora, R$ 633,8 mil; arrecadação de doações de JB também segue em baixa, num total de 283 mil; no entanto, além da prestação de contas do candidato, o partido dele, o PMDB, também apresentou valores de receitas e despesas; legenda arrecadou R$ 850 mil, enquanto gastou R$ 1 milhão
Despesas da campanha do candidato a governador pelo PSC, Eduardo Amorim, deram um salto gigantesco, quando comparadas ao primeiro mês de campanha; ele já gastou R$ 4,5 milhões; maior parte deste dinheiro foi utilizado para a produção dos programas de rádio e TV – quase R$ 3 milhões; arrecadação, no entanto, continua muito aquém do esperado. Amorim recebeu, até o momento, pouco mais de R$ 250 mil em doações; já o governador Jackson Barreto (PMDB) declarou ter gasto, até agora, R$ 633,8 mil; arrecadação de doações de JB também segue em baixa, num total de 283 mil; no entanto, além da prestação de contas do candidato, o partido dele, o PMDB, também apresentou valores de receitas e despesas; legenda arrecadou R$ 850 mil, enquanto gastou R$ 1 milhão (Foto: Valter Lima)

Valter Lima, do Sergipe 247 - As despesas da campanha do candidato a governador pelo PSC, Eduardo Amorim, deram um salto gigantesco, quando comparadas ao primeiro mês de campanha. De acordo a prestação de contas mais recente, entregue ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE), ele já gastou R$ 4,5 milhões. A maior parte deste dinheiro foi utilizado para a produção dos programas de rádio e TV – quase R$ 3 milhões. A arrecadação, no entanto, continua muito aquém do esperado. Amorim recebeu, até o momento, pouco mais de R$ 250 mil em doações.

O principal adversário dele, o governador Jackson Barreto (PMDB) declarou ter gasto, até agora, R$ 633,8 mil. A arrecadação de doações de JB também segue em baixa, num total de 283 mil. No entanto, além da prestação de contas do candidato, o partido dele, o PMDB, também apresentou valores de receitas e despesas. A legenda arrecadou R$ 850 mil, enquanto gastou R$ 1 milhão.

Ainda assim, mesmo somando as despesas de Jackson e as do seu partido, o que resultaria em quase R$ 1,5 milhão, este valor representa apenas 33% do que já foi gasto por Amorim. Já em termos de arrecadação, o governador e o PMDB receberam juntos R$ 1.133.000, valor 4,5 vezes maior do que o que foi recebido por Amorim em doações.

Doadores

Entre os doadores do candidato do PSC estão a Construtora Cunha (com R$ 100 mil) e o deputado federal André Moura, presidente estadual do partido (R$ 40,6 mil). As demais doações foram feitas por pessoas físicas, em valores que variaram entre R$ 1 mil e R$ 5 mil).

Entre os doadores para a campanha do atual governador, as pequenas doações também ocorreram (feitas, em sua maioria, por integrantes do governo, como secretários e presidentes de órgãos). Dos maiores doadores vieram R$ 100 mil dos Fertilizantes Heringer e R$ 86,5 mil da Marcar Veículos. O candidato a vice-governador, Belivaldo Chagas (PSB), doou R$ 15 mil.

Para o PMDB, o empresário Luciano Barreto doou R$ 500 mil, enquanto o atual vice-presidente da República, Michel Temer, doou R$ 200 mil. A "M e S Construções" doou R$ 80,3 mil. A Localyne Transportes Turismo doou R$ 25,5 mil. E a Maracar Veículos doou R$ 13,5 mil.

Despesas

O candidato Eduardo Amorim gastou R$ 2.937.490 com os programas eleitorais de rádio e TV. Desse montante, R$ 2 milhões foram para a A&F Marketing Político Ltda. Outros R$ 400 mil pagaram os serviços da empresa Marcos Vinicius de Melo Soares ME. O menor valor neste setor foi para Maria Olga Curado Comunicação (R$ 37.490).

Com locação de veículos, Amorim já gastou mais de R$ 240 mil. Ele também teve R$ 150 mil, em despesas, para a instalação do seu comitê. Com combustível já foi gasto mais de R$ 35,5 mil. Houve ainda pagamentos pelas atividades de militância e mobilização de rua, publicidade por carros de som e alimentação.

O candidato Jackson Barreto, por sua vez, já gastou R$ 185 mil com locação de carros, R$ 24,2 mil com combustível e R$ 120 mil com publicidade por materiais impressos. O PMDB gastou R$ 100 mil com comícios, R$ 100 mil com alimentação, R$ 250 mil com locação de bens móveis, R$ 52 mil com veículos e R$ 294 mil com serviços prestados por terceiros.

Demais candidatos

A candidata do PSOL, Sônia Meire, arrecadou R$ 24,6 mil e gastou R$ 22,2 mil. Do total arrecadado, ela própria doou R$ 7 mil. Betinho, candidato do PTN, não arrecadou nada ainda, mas já gastou R$ 30 mil com os programas de TV. Airton, candidato do PPL, declarou receita e despesas iguais – parcos R$ 1.724.

Partidos

Entre os partidos, poucos apresentaram prestação de contas. O PSC, de Amorim, declarou R$ 5 mil em despesas. O PRB declarou R$ 150 mil (doados pela Direção Nacional da legenda) em receitas, enquanto as despesas somaram R$ 41,7 mil. O PT arrecadou R$ 375 mil. Deste valor, repassou R$ 125 mil para a campanha de Rogério Carvalho a senador.

O PSB arrecadou R$ 55 mil (R$ 50 mil foram doados pelo senador Valadares) e já gastou R$ 51 mil. O PSTU arrecadou e gastou R$ 86 mil. O PSDB recebeu R$ 50 mil, da Construtora Andrade Gutierrez, e gastou R$ 2,2 mil. O PC do B apresentou R$ 3,2 mil em despesas. Os demais partidos não apresentaram prestação de contas.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247