Ana Amélia pede atenção para variações do dólar

“A área cambial é uma espécie de termômetro para medir a febre da economia. E o câmbio é a área mais sensível porque está relacionada diretamente às questões de confiança na política econômica”, segundo senadora do PP-RS

Sessão especial destinada a comemorar os 100 anos  dos bois-bumbás Caprichoso e Garantido.

Em discurso na tribuna do plenário do Senado Federal, senadora Ana Amélia (PP-RS)
Sessão especial destinada a comemorar os 100 anos dos bois-bumbás Caprichoso e Garantido. Em discurso na tribuna do plenário do Senado Federal, senadora Ana Amélia (PP-RS) (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Agência Senado - A senadora Ana Amélia (PP-RS) disse nesta segunda-feira que a pressão no mercado de câmbio doméstico exige atenção redobrada das autoridades econômicas porque ameaça o desenvolvimento do País e aos fundamentos da economia brasileira, com impactos na balança comercial e no mercado interno.

– A área cambial é uma espécie de termômetro para medir a febre da economia. E o câmbio é a área mais sensível porque está relacionada diretamente às questões de confiança na política econômica – alertou a senadora em seu pronunciamento.

Para ela, quanto mais claras, firmes e confiáveis forem as políticas econômicas, menos espaços serão abertos para especulações e prejuízos à economia. Ana Amélia disse acreditar que o pessimismo não se combate com propaganda e afirmou que são necessárias ações reais na economia, que não pode ser conduzida apenas “apagando incêndios”, sem política de continuidade.

A parlamentar lembrou que a moeda brasileira foi a que mais se desvalorizou em 2013 entre as moedas dos países emergentes, segundo análises de especialistas em mercado de câmbio e dados de agências de risco, do Banco Central do Brasil e do Fundo Monetário Internacional (FMI). Dados apresentados pela senadora apontam que, enquanto as desvalorizações das moedas da Argentina e do México em relação ao dólar, foram de 10,9% e 0,6%, respectivamente, a queda do Real, foi de 17,6%.

– São variações no câmbio que preocupam. É importante lembrar que o Brasil tem apresentado baixo crescimento econômico e a falta de confiança de alguns investidores internacionais.

Ana Amélia usou como exemplo dos prejuízos da crise cambial o Rio Grande do Sul. Apesar de beneficiar exportadores, a alta do câmbio afeta os custos dos insumos. A maioria deles, como fertilizantes e defensivos, vem de fora. Segundo a senadora, esses insumos representam cerca de 70% dos gastos dos agricultores.

A senadora ainda criticou a antecipação do debate sobre campanha eleitoral de 2014 por parte do governo, posição seguida pelo senador Cristovam Buarque (PDT-DF), em aparte. Para Ana Amélia, essa antecipação contamina o processo econômico.
Vetos

No mesmo pronunciamento, Ana Amélia pediu atenção dos parlamentares na apreciação de vetos presidenciais, marcada para esta terça-feira (20). Ana Amélia citou prejuízos às indústrias causados pelo vetos ao fim da multa adicional de 10% ao Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e à extensão do Reintegra, programa que devolve ao exportador 3% do faturamento com vendas de produtos manufaturados. A sessão do Congresso Nacional em que serão apreciados os vetos está marcada para as 19 horas.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email