CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Geral

Ana Lúcia sobre eleições de 2016: 'não existe nada definido pelo PT'

"Os desejos e as vontades expressas, muitas vezes publicamente, por segmentos da população de Aracaju, militantes petistas e importantes lideranças partidárias ainda não foram objeto de pauta da direção do PT em Sergipe", afirma a deputada estadual Ana Lúcia; de acordo com ela, ainda não é o momento de discutir o assunto; "O futuro depende do passado e do presente, por isso precisamos ter muito cuidado com as nossas intervenções na realidade", afirmou

Imagem Thumbnail
"Os desejos e as vontades expressas, muitas vezes publicamente, por segmentos da população de Aracaju, militantes petistas e importantes lideranças partidárias ainda não foram objeto de pauta da direção do PT em Sergipe", afirma a deputada estadual Ana Lúcia; de acordo com ela, ainda não é o momento de discutir o assunto; "O futuro depende do passado e do presente, por isso precisamos ter muito cuidado com as nossas intervenções na realidade", afirmou (Foto: Valter Lima)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Sergipe 247 - Vista como possível candidata a prefeita de Aracaju no próximo ano, a deputada estadual Ana Lúcia (PT) afirmou ao Sergipe 247 que até este momento "nada existe nada definido pelo PT em relação às eleições de 2016". Segundo ela, ainda não chegou a hora de tratar especificamente do tema.

"Os desejos e as vontades expressas, muitas vezes publicamente, por segmentos da população de Aracaju, militantes petistas e importantes lideranças partidárias ainda não foram objeto de pauta da direção do PT em Sergipe. Francamente, neste momento, eu estou profundamente envolvida com as questões que afligem o povo como os graves problemas do ensino público, essa crescente onda de violência nas escolas, os gargalos que dificultam o acesso a uma saúde pública de qualidade, os reclames cotidianos na área de segurança, a necessidade de ampliação de uma política de moradia popular, as lutas das comunidades quilombolas, de pequenos agricultores pelo atendimento aos seus direitos, as constantes agressões ao meio ambiente, principalmente as bacias hidrográficas do nosso Estado, como também as áreas de preservação que são tão necessárias para as comunidades que vivem do extrativismo. O futuro depende do passado e do presente, por isso precisamos ter muito cuidado com as nossas intervenções na realidade", afirmou.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Cortes 247

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO