Anastasia prepara novo plano de carreira para servidores

Governo do estado vai mexer em vrias categorias do servio pblico, principalmente para conter perdas passadas. Na rea da cultura, 20 novos cargos sero criados

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Minas 247 - O governo mineiro prepara mudanças em diversas carreiras do serviço público do estado. O objetivo é mexer no sistema de gratificações, no tempo de promoção e nos salários (algumas categorias vão ter aumento).

As mudanças estão recebendo críticas nos sindicatos dos servidores atingidos, mas não porque são consideradas ruins em si. A crítica é que o governo Anastasia (PSDB) estaria apresentando como novo apenas correções de falhas cometidas anteriormente.

Ao jornal O Tempo, por exemplo, o presidente do Sind-Saúde, Renato Barros, diz aue as mudanças atendem expectativas dos servidores da área, mas apenas com relação ao passado. “O governo está corrigindo a redação de uma lei de 2005. Não é uma gratificação nem aumento, é só uma correção”, afirmou. A lei de 2005 excluía os auxiliares de serviço, técnicos e auxiliares de enfermagem das negociações salariais da categoria.

Entre as mudanças propostas, os auditores internos do Poder Executivo vão ganhar reajuste escalonado até 2014: 25,6% em agosto deste ano; 20,38% em agosto de 2013; e 16,93% em agosto de 2014. Também há previsão de incorporação da Gedima, espécie de gratificação recebida por servidores do Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA).

O projeto de lei encaminhado à Assembleia Legislativa mineira também cria 20 cargos para a área cultural. O Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico terá mais 12 analistas de patrimônio nível e mais oito do nível 2. Os primeiros são comissionados, com salário de R$ 3,5 mil. Os segundos exigem dois anos de experiência e formação de especialista, com salário de R$ 5 mil.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email