Antiga suspeita de doação de Cachoeira a Lula arrepia o PT

Rogrio Buratti, amigo e ex-assessor do ex-ministro Antonio Palocci, denunciou na CPI dos Bingos, em 2004, uma suposta doao de R$ 1 milho do bicheiro campanha de Lula, atravs de empresas de jogo do Rio e So Paulo

Antiga suspeita de doação de Cachoeira a Lula arrepia o PT
Antiga suspeita de doação de Cachoeira a Lula arrepia o PT (Foto: Divulgação_Ricardo Stuckert/Instituto Lula)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – Na semana passada, Lula mandou avisar a classe política seu interesse pela CPI do Cachoeira por intermédio de Paulo Okamoto, dirigente do Instituto Lula, "que está com os poucos cabelos que tem em pé, com tudo que há sobre o caso". "Se for verdade o que a imprensa está dizendo, o governador Marconi Perillo entregou o Estado para Cachoeira", teria avaliado Lula, segundo Okamoto. Em 2005, Marconi revelou que alertara Lula para o esquema do mensalão. Lula quer a cabeça do governador de Goiás, mesmo que para isso tenha que entregar Agnelo Queiroz (PT), governador do Distrito Federal, também envolvido no esquema.

O PT se deixou levar pelo entusiasmo de Lula, mas agora teme a investigação. Uma revelação na CPI dos Bingos, em 2004, feita por Rogério Buratti, amigo e ex-assessor do ex-ministro Antonio Palocci arrepia o diretório nacional: uma suposta doação de R$ 1 milhão do bicheiro Carlinhos Cachoeira à campanha de Lula, através de empresas de jogo do Rio e São Paulo. A informação é do jornalista Claudio Humberto.

Como temia a presidente Dilma, o estrago dessa CPI pode ser muito maior do que Lula imagina.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email