CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Geral

ANTT publica edital de concessão BR-153 entre Anápolis e Aliança

O trecho a ser concedido à iniciativa privada possui 624,8 km e passa por 23 municípios compreendidos entre Anápolis (GO) e Aliança de Tocantins; o leilão será realizado no dia 23 de maio, na sede da BM&FBovespa, em São Paulo; o valor da tarifa teto de pedágio foi fixado em R$ 9,22 por cada 100 quilômetros, e ganhará a disputa quem ofertar a menor tarifa; durante a concessão, cujo prazo é de 30 anos, a previsão é de que sejam investidos R$ 4,31 bilhões em serviços de duplicação, manutenção, conservação, operação, implantação de melhorias e ampliação de capacidade

Imagem Thumbnail
O trecho a ser concedido à iniciativa privada possui 624,8 km e passa por 23 municípios compreendidos entre Anápolis (GO) e Aliança de Tocantins; o leilão será realizado no dia 23 de maio, na sede da BM&FBovespa, em São Paulo; o valor da tarifa teto de pedágio foi fixado em R$ 9,22 por cada 100 quilômetros, e ganhará a disputa quem ofertar a menor tarifa; durante a concessão, cujo prazo é de 30 anos, a previsão é de que sejam investidos R$ 4,31 bilhões em serviços de duplicação, manutenção, conservação, operação, implantação de melhorias e ampliação de capacidade (Foto: Aquiles Lins)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Tocantins 247 -A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) publicou no Diário Oficial da União desta quinta-feira, 3, o edital de concessão da BR-153. O trecho a ser concedido à iniciativa privada possui 624,8 quilômetros de extensão e passa por 23 municípios compreendidos entre Anápolis (GO) e Aliança de Tocantins.

De acordo com o cronograma divulgado pela ANTT, o leilão será realizado em 23 de maio, na sede da BM&FBovespa, em São Paulo. O valor da tarifa teto de pedágio foi fixado em R$ 9,22 por cada 100 quilômetros, e ganhará a disputa quem ofertar a menor tarifa.

Durante a concessão, cujo prazo é de 30 anos, a previsão é de que sejam investidos R$ 4,31 bilhões em serviços de duplicação, manutenção, conservação, operação, implantação de melhorias e ampliação de capacidade.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

O sistema contará com nove praças de pedágio. A cobrança, no entanto, somente poderá ter início após a conclusão dos trabalhos iniciais no sistema rodoviário e a execução de 10% das obras de duplicação. Já o trecho concedido deverá ser totalmente duplicado em cinco anos.

O segmento tem início no entroncamento da BR-060 em Anápolis, no estado de Goiás, e finaliza no entroncamento com a rodovia TO-070, em Aliança do Tocantins. 

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

O projeto original divulgado pelo governo federal previa a concessão de um trecho maior da BR-153, entre Anápolis e Palmas. No entanto, o governo decidiu reduzir o trecho com o argumento de reduzir o valor do pedágio e atender ao interesse dos investidores. O trecho da rodovia entre Gurupi e Palmas, com cerca de 230 km de extensão, deverá ser duplicado pelo próprio Ministério dos Transportes.

 

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO