Apenas uma candidatura para prefeito é deferida em Camamu

Justiça eleitoral impugnou quatro outras candidaturas no sul baiano, neste domingo; ex-prefeita Ioná Queiroz (PT) foi barrada do pleito, apenas Chico Vasconcelos pode concorrer nas eleições de outubro

Apenas uma candidatura para prefeito é deferida em Camamu
Apenas uma candidatura para prefeito é deferida em Camamu (Foto: Divulgação)

Bahia 247

Quatro das cinco candidaturas que solicitaram registro para disputar a prefeitura do município de Camamu, no sul baiano, foram impugnadas pelo juiz da 78ª Zona Eleitoral, João Paulo Neto, neste domingo (5). O único pedido deferido foi a do prefeiturável Chico Vasconcelos, do PMDB.

A ex-prefeita Ioná Queiroz (PT), cassada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) no último dia 9 de julho, tentava disputar mais uma vez o comando da administração municipal, mas foi barrada. Ela está inelegível após ser culpada por abuso de poder econômico e político.

Já Américo José da Silva (PSD), segundo colocado no pleito de 2008, também não foi liberado para tentar continuar no comando, pois seu nome aparece na lista do Tribunal de Contas da União (TCU).

José Raimundo Assunção Santos (PP), o Zequinha da Mata, foi proibido de disputar a eleição devido à falta de quitação eleitoral e por ter tido as contas rejeitadas durante os exercícios de 2000 e 2001, época em que foi prefeito da cidade.

E a pré-candidata Idalina Rocha de Miranda, foi impugnada por conta da não apresentação das contas eleitorais de 2008, ano em que também disputou o pleito. Todos deverão recorrer da decisão.

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247