Apeoc encaminha carta com reivindicações ao governador

A direção do Sindicato APEOC protocolou ontem (29), uma carta destinada ao governador, Camilo Santana, cobrando uma série de reivindicações da categoria, entre elas regulamentação da Nova Carreira do Magistério do Ceará e o compromisso do Estado de não realizar qualquer negociação com o governo de Michel Temer relacionada com a PEC 55, aprovada no Senado Federal em primeiro turno, na noite de ontem e a proposta de ajuste fiscal que o Governo Federal está propondo aos governadores  

A direção do Sindicato APEOC protocolou ontem (29), uma carta destinada ao governador, Camilo Santana, cobrando uma série de reivindicações da categoria, entre elas regulamentação da Nova Carreira do Magistério do Ceará e o compromisso do Estado de não realizar qualquer negociação com o governo de Michel Temer relacionada com a PEC 55, aprovada no Senado Federal em primeiro turno, na noite de ontem e a proposta de ajuste fiscal que o Governo Federal está propondo aos governadores
 
A direção do Sindicato APEOC protocolou ontem (29), uma carta destinada ao governador, Camilo Santana, cobrando uma série de reivindicações da categoria, entre elas regulamentação da Nova Carreira do Magistério do Ceará e o compromisso do Estado de não realizar qualquer negociação com o governo de Michel Temer relacionada com a PEC 55, aprovada no Senado Federal em primeiro turno, na noite de ontem e a proposta de ajuste fiscal que o Governo Federal está propondo aos governadores   (Foto: Fatima 247)

Ceará 247 - A direção do Sindicato APEOC protocolou na tarde desta terça-feira (29) uma carta destinada ao governador, Camilo Santana, cobrando uma série de reivindicações da categoria. Uma cópia do documento foi entregue ao secretário de Relações Institucionais do Estado, Nelson Martins, que também recebeu uma cópia em nome do Chefe de Gabinete do Governador, secretário Élcio Batista. O documento foi protocolado em reunião com o secretário Nélson Martins e o presidente estadual da APEOC, Anizio Melo, o vice-presidente estadual, Reginaldo Pinheiro, o secretário geral, Helano Maia e o assessor político, Kim Lopes.

A carta cobra do governador a regulamentação da Nova Carreira do Magistério do Ceará e o compromisso do Estado de não realizar qualquer negociação com o governo de Michel Temer, que venha retirar direitos dos trabalhadores, principalmente aumento em descontos previdenciários, numa alusão à PEC 55, aprovada no Senado Federal em primeiro turno, na noite de ontem e a proposta de ajuste fiscal que o Governo Federal está propondo aos governadores.

O documento cobra ainda a imediata publicação da portaria de lotação de 2017 garantindo a continuidade de todas as disciplinas curriculares existentes no Ensino Médio, ameaçado com a Medida Provisória 746, que prevê a reforma do sistema educacional.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247