Após três anos, ninguém foi preso por cartel de trens em São Paulo

Ministério Público denunciou cerca de 30 pessoas, entre empresários, lobistas e ex-funcionários do Metrô e da CPTM, que cuidam do transporte sobre trilhos, enquanto políticos envolvidos no esquema de formação de cartel em contratos com o governo e pagamentos de propina durante os governos do PDSB em São Paulo não receberam nenhuma acusação formal

Composição do metro de SP
Composição do metro de SP (Foto: Gisele Federicce)

SP 247 - Após três anos de investigação do esquema de formação de cartel em contratos com estatais do transporte sobre trilhos em São Paulo e pagamentos de propina durante os governos do PDSB, ninguém foi preso.

Reportagem do jornal O Globo lembra neste sábado 24 que o Ministério Público denunciou cerca de 30 pessoas, entre empresários, lobistas e ex-funcionários do Metrô e da CPTM, mas políticos acusados de envolvidos não receberam nenhuma acusação formal.

A matéria faz uma comparação com o andamento da Operação Lava Jato: "dois anos foram tempo suficiente para o doleiro Alberto Youssef ser condenado, cumprir pena e progredir para o regime aberto".

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247