Araguaína tinha fábrica de moeda de falsa, diz PF

Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira, 2, a Operação Offset, com o objetivo de desarticular associação criminosa dedicada à produção, venda e distribuição de moeda falsa no Tocantins Pará, Goiás, Maranhão, Piauí, Pernambuco, além do Distrito Federal; investigação revelou que a quadrilha produzia e distribuía cédulas falsas de R$ 100,00, com padrão elevado de semelhança, em razão da simulação dos elementos de segurança, facilitando a circulação das notas; uma fábrica de cédulas falsas foi descoberta em Araguaína; foram apreendidas pela Polícia Federal aproximadamente R$ 30 mil em cédulas falsas, na posse de 15 pessoas presas em flagrante; associação criminosa pode ter movimentado por volta de 4 milhões de reais em moedas falsas

Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira, 2, a Operação Offset, com o objetivo de desarticular associação criminosa dedicada à produção, venda e distribuição de moeda falsa no Tocantins Pará, Goiás, Maranhão, Piauí, Pernambuco, além do Distrito Federal; investigação revelou que a quadrilha produzia e distribuía cédulas falsas de R$ 100,00, com padrão elevado de semelhança, em razão da simulação dos elementos de segurança, facilitando a circulação das notas; uma fábrica de cédulas falsas foi descoberta em Araguaína; foram apreendidas pela Polícia Federal aproximadamente R$ 30 mil em cédulas falsas, na posse de 15 pessoas presas em flagrante; associação criminosa pode ter movimentado por volta de 4 milhões de reais em moedas falsas
Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira, 2, a Operação Offset, com o objetivo de desarticular associação criminosa dedicada à produção, venda e distribuição de moeda falsa no Tocantins Pará, Goiás, Maranhão, Piauí, Pernambuco, além do Distrito Federal; investigação revelou que a quadrilha produzia e distribuía cédulas falsas de R$ 100,00, com padrão elevado de semelhança, em razão da simulação dos elementos de segurança, facilitando a circulação das notas; uma fábrica de cédulas falsas foi descoberta em Araguaína; foram apreendidas pela Polícia Federal aproximadamente R$ 30 mil em cédulas falsas, na posse de 15 pessoas presas em flagrante; associação criminosa pode ter movimentado por volta de 4 milhões de reais em moedas falsas (Foto: Aquiles Lins)

Tocantins 247 - A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira, 2, a Operação Offset, com o objetivo de desarticular associação criminosa dedicada à produção, venda e distribuição de moeda falsa em sete unidades da Federação.

A investigação, iniciada há cerca de quatro meses, revelou que a quadrilha produzia e distribuía cédulas falsas de R$ 100,00, com padrão elevado de semelhança, em razão da simulação dos elementos de segurança, facilitando a circulação das notas. Segundo a PF, uma fábrica de notas falsas foi descoberta em Araguaína.

Nesse período, foram apreendidas pela Polícia Federal aproximadamente R$ 30 mil em cédulas falsas, na posse de 15 pessoas presas em flagrante. Segundo informação do Banco Central do Brasil, a associação criminosa pode ter movimentado por volta de 4 milhões de reais em moedas falsas.

Os exames periciais realizados confirmaram que todas as cédulas apreendidas, no Tocantins, Pará, Goiás, Maranhão, Piauí, Pernambuco, além do Distrito Federal, foram impressas no mesmo equipamento, demonstrando o grande potencial ofensivo do grupo desarticulado.

Foram mobilizados 70 policiais federais para o cumprimento de nove mandados de prisão, 12 mandados de Busca e Apreensão e três mandados de condução coercitiva, em Palmas, Araguaína e Porto Nacional.

O nome da operação faz referência a uma das fases da produção de cédulas pela Casa da Moeda do Brasil. 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247