Arquivo Público Mineiro recebe dois importantes acervos privados

O material reunido pelo jornalista e escritor José Bento Teixeira Salles, integrante da Academia Mineira de Letras e um dos amigos mais próximos do ex-governador Milton Campos, contém uma série de documentos composta por correspondências, discursos, registros fotográficos, recortes de jornais e livros de sua autoria

O material reunido pelo jornalista e escritor José Bento Teixeira Salles, integrante da Academia Mineira de Letras e um dos amigos mais próximos do ex-governador Milton Campos, contém uma série de documentos composta por correspondências, discursos, registros fotográficos, recortes de jornais e livros de sua autoria
O material reunido pelo jornalista e escritor José Bento Teixeira Salles, integrante da Academia Mineira de Letras e um dos amigos mais próximos do ex-governador Milton Campos, contém uma série de documentos composta por correspondências, discursos, registros fotográficos, recortes de jornais e livros de sua autoria (Foto: Luis Mauro Queiroz)

Agência Minas - A mais antiga instituição cultural do Estado, o Arquivo Público Mineiro, que completa 120 anos de existência em julho deste ano, recebeu, nesta sexta-feira (26/6), dois importantes acervos de mineiros ilustres.

O material reunido pelo jornalista e escritor José Bento Teixeira Salles, integrante da Academia Mineira de Letras e um dos amigos mais próximos do ex-governador Milton Campos, contém uma série de documentos composta por correspondências, discursos, registros fotográficos, recortes de jornais e livros de sua autoria.

Já o acervo construído pelo político itabirano Francisco de Assis Gonçalves, que era conhecido pelo apelido de Sô Cotta, constitui-se numa coleção documental – produzida tanto pelos seus arquivos pessoais quanto não pessoais – que percorre a história dos séculos XIX e XX de Minas Gerais, ilustrando com detalhes o período que vai de 1822 a 1933.

Novo superintendente

Em cerimônia ocorrida na sede do Arquivo Público Mineiro, no Circuito Cultural Praça da Liberdade, as donatárias Maria Amélia Amaral Teixeira de Salles e Joana d´Arc Torres de Assis cederam o conjunto material à Secretaria de Estado da Cultura (SEC). "São dois belos acervos que revelam o carinho destes intelectuais por Santa Luzia, no caso de José Bento, e por Itabira, cidade natal de Sô Cotta. Esperamos vê-los disponibilizados aos pesquisadores o mais breve possível", afirmou o secretário de Cultura, Angelo Oswaldo.

A solenidade marcou também o fim da gestão da professora Vilma Santos que, desde março de 2011, esteve na direção dos trabalhos do APM. O novo superintendente do Arquivo Público Mineiro, Thiago Veloso, assume a Casa tendo pela frente as comemorações dos 120 anos da instituição e também o desafio da construção de mais espaço para recolhimento de material.

“A nossa prioridade neste momento é melhorar a estrutura física do Arquivo e também criar novos espaços para armazenamento. Temos mais de 80 quilômetros de material que precisam ser disponibilizados ao público”, revelou Thiago Veloso, que chega à superintendência depois de uma trajetória dentro do próprio Arquivo.   

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247