Assembleia aprova o nome de Helder Valin para o TCE

Com voto unânime dos 36 parlamentares presentes em plenário, o atual presidente da Casa vai ocupar vaga aberta com a aposentadoria do conselheiro Milton Alves; Valin continua à frente da Assembleia até que seja definida a data de sua posse; processo foi relatado na Comissão de Constituição, Justiça e Redação pelo deputado Bruno Peixoto (PMDB), que destacou, em seu parecer, a capacidade técnica do indicado, que é graduado em Matemática pela Pontifícia Universidade Católica de Goiás

Com voto unânime dos 36 parlamentares presentes em plenário, o atual presidente da Casa vai ocupar vaga aberta com a aposentadoria do conselheiro Milton Alves; Valin continua à frente da Assembleia até que seja definida a data de sua posse; processo foi relatado na Comissão de Constituição, Justiça e Redação pelo deputado Bruno Peixoto (PMDB), que destacou, em seu parecer, a capacidade técnica do indicado, que é graduado em Matemática pela Pontifícia Universidade Católica de Goiás
Com voto unânime dos 36 parlamentares presentes em plenário, o atual presidente da Casa vai ocupar vaga aberta com a aposentadoria do conselheiro Milton Alves; Valin continua à frente da Assembleia até que seja definida a data de sua posse; processo foi relatado na Comissão de Constituição, Justiça e Redação pelo deputado Bruno Peixoto (PMDB), que destacou, em seu parecer, a capacidade técnica do indicado, que é graduado em Matemática pela Pontifícia Universidade Católica de Goiás (Foto: Realle Palazzo-Martini)

247 - Com votação unânime dos 36 parlamentares presentes em plenário, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Helder Valin (PSDB), foi indicado ontem para o cargo de conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE). A vaga surgiu com a aposentadoria do conselheiro Milton Alves. Helder Valin continua à frente da presidência da Assembleia Legislativa até que seja definida a data de sua posse no Tribunal de Contas do Estado. Valin cursou Matemática pela Universidade Católica de Goiás (PUC-GO).

Todos os parlamentares enalteceram o trabalho do parlamentar desenvolvido em toda sua trajetória política. Estavam ausentes apenas os deputados Major Araújo (PRT), Talles Barreto (PTB), Luiz Carlos do Carmo (PMDB), Luis Cesar Bueno (PT) e Daniel Vilela (PMDB).

Na Comissão de Constituição, Justiça e Redação o processo foi relatado pelo deputado Bruno Peixoto (PMDB), que destacou, em seu parecer, a capacidade técnica do presidente Helder Valin.

Com esta indicação, mudanças ocorrem no Legislativo. A presidência da Casa passa a ser ocupada pelo atual 1º vice-presidente, deputado Helio de Sousa (DEM). Também abre vaga para mais um suplente da coligação PSDB/DEM, que é o ex-deputado Padre Ferreira.

CURRÍCULO

Presidente da Assembleia Legislativa, o deputado Helder Valin nasceu em Goiânia, onde se elegeu vereador por duas vezes – a primeira em 1992. Encontra-se em seu quarto mandato consecutivo de deputado, sempre com votação ascendente.

Em 1998, na primeira eleição para a Assembleia Legislativa, elegeu-se com 19.795 votos, e mais que dobrou seu desempenho eleitoral em 2010, quando somou 49.120 votos. É empresário, casado com Maria José da Silva Barbosa e tem dois filhos: Graziela e Helder Henrique. Está no seu segundo mandato à frente da presidência do Poder Legislativo.

Terceiro na linha de sucessão estadual, Helder Valin assumiu interinamente o governo de Goiás de 10 a 12 de outubro de 2013, durante viagem do governador Marconi Perillo (PSDB) à Europa e do vice-governador José Eliton (PP) à América do Sul.

Em 1992, lançou-se candidato à Câmara de Goiânia, conquistando uma cadeira. Quatro anos depois, foi reeleito. Em 1998, candidatou-se à Assembleia Legislativa, sendo eleito com 19.795 votos. Em 2010, foi o deputado estadual mais votado, com 49.120 votos. De fevereiro de 2011 a outubro de 2012, ocupou a liderança do governador Marconi Perillo (PSDB), na Casa, função que havia exercido também na gestão anterior. (Helton Lenine/DM)

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247