Até 2016, Pernambuco receberá um aporte financeiro de R$ 52,7 bilhões

A avaliao da VII Anlise Ceplan, que aponta o Recife como destino de 70% desse valor

Até 2016, Pernambuco receberá um aporte financeiro de R$ 52,7 bilhões
Até 2016, Pernambuco receberá um aporte financeiro de R$ 52,7 bilhões (Foto: Arte)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Raphael Coutinho_247 - A Ceplan Consultoria Econômica e Planejamento divulgou um relatório que avalia a economia brasileira em 2011, apontando perspectivas para 2012. Chamado de VII Análise Ceplan, o documento, elaborado por uma equipe de economistas, fez um estudo da atual conjuntura, observando o cenário internacional, seus impactos no Brasil e a evolução econômica do Nordeste e de Pernambuco no primeiro semestre deste ano. O destaque ficou para o valor que deverá ser investido por empresas privadas, até 2016, no Estado. O aporte financeiro deve chegar a R$ 52,7 bilhões.

Para o País, o entendimento da VII Análise Ceplan é o de que não estamos imunes à crise financeira internacional. A depender das projeções do Fundo Monetário Internacional (FMI), o Brasil “terá uma economia estável entre 2011 e 2016, com um crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) de 3,8 % este ano e, seguindo no mesmo ritmo, ano a ano, até atingir 4,2%, em 2016.

Para o conjunto dos países emergentes, a previsão é de um aumento anual de 6,4% a 6,7%, no mesmo período, enquanto os da Zona do Euro devem crescer entre 1,6% e 1,7% a cada ano”, indica a análise.

Quando o assunto é Pernambuco, a realidade difere um pouco das previsões para o País, sobretudo pelo aquecimento da construção cível. “O PIB do Estado vem crescendo acima da média nacional, mas com a ajuda da construção civil, que gerou muito emprego nos últimos meses”, avaliou o economista Valdeci Monteiro, que integra a Ceplan. Dos R$ 52,7 bilhões que serão investidos em Pernambuco, 77% deverão ser destinados a Região Metropolitana do Recife (RMR).

Baseado nos dados levantados na pesquisa, espera-se que “o ciclo expansivo de Pernambuco continue nos próximos anos e com extensão para o norte da RMR, levando-se em conta os significativos investimentos na instalação da fábrica da Fiat e do Polo Farmacoquímico, ambos no município de Goiana”, como sugere o relatório.

ICMS - Pernambuco também foi o Estado que mais arrecadou com o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), no Nordeste. Entre janeiro e agosto deste ano, a arrecadação com a cobrança aumentou em 10%, em comparação ao mesmo período de 2010. Em relação aos demais Estados do País, Pernambuco ocupou o segundo lugar em arrecadação de ICMS.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email