Atlético vence Cruzeiro e fatura a Copa do Brasil

Como havia ganho o duelo de ida por 2 a 0, o Galo se sagrou campeão. É a primeira vez que o Alvinegro fatura este torneio. Com o triunfo, os comandados de Levir Culpi estão garantidos na fase de grupos da Libertadores de 2015

Como havia ganho o duelo de ida por 2 a 0, o Galo se sagrou campeão. É a primeira vez que o Alvinegro fatura este torneio. Com o triunfo, os comandados de Levir Culpi estão garantidos na fase de grupos da Libertadores de 2015
Como havia ganho o duelo de ida por 2 a 0, o Galo se sagrou campeão. É a primeira vez que o Alvinegro fatura este torneio. Com o triunfo, os comandados de Levir Culpi estão garantidos na fase de grupos da Libertadores de 2015 (Foto: Luis Mauro Queiroz)

Por Leonardo Cantarelli, do  Futnet

Nesta quarta-feira, o Atlético Mineiro enfrentou o Cruzeiro, no Mineirão, pelo jogo de volta da final da Copa do Brasil e venceu por 1 a 0.

Como havia ganho o duelo de ida por 2 a 0, o Galo se sagrou campeão. É a primeira vez que o Alvinegro fatura este torneio. Com o triunfo, os comandados de Levir Culpi estão garantidos na fase de grupos da Libertadores de 2015.

O JOGO
Durante a semana o Atlético/MG prometeu que não iria recuar por ter a vantagem no marcador e que iria agredir o Cruzeiro desde o início. Dito e cumprido!

No primeiro tempo, o clássico foi aberto, com as duas equipes procurando o gol, deixando o embate emocionante.
O Galo foi mais perigoso e teve mais chances claras de gol.

A primeira chance foi aos 7 minutos, com Luan indo à linha de fundo, fintando o Ceará, cruzando na área, para Tardelli tentar finalizar, mas falha.

Cinco minutos depois, foi a vez de Marcos Rocha finalizar e obrigar Fábio a afastar o perigo.No rebote, Tardelli chuta mas para fora.

A Raposa teve uma chance aos 15 minutos, onde em um lançamento da defesa para o ataque, Ricardo Goulart ficou com a pelota, invadiu a área, mas chutou torto.Foi a melhor chance dos anfitriões na etapa inicial.

Aos 27 minutos, Everton Ribeiro cobra falta direto para área, Goulart toca de cabeça para Nilton finalizar de bicicleta e a bola ir por cima do arco de Victor.

Em torno dos 30 minutos, os comandados de Levir Culpi começaram a pressionar mais a defesa celeste.

Aos 42 minutos, Diego Tardelli dá um belo passe para Maicossuel que finaliza na entrada da área e obriga Fábio a fazer uma boa defesa. No rebote, Dátolo chuta por cima do gol. Grande oportunidade desperdiçada.

Cinco minutos depois, Dátolo faz cruzamento na área, Tardelli cabeceou e abriu o marcador. 1 a 0.

Na segunda etapa, logo aos 6 minutos, Douglas Santos vai à linha de fundo, cruza na área, Maicossuel livre de marcação e com o gol vazio (Fábio ‘vendido’) na jogada, cabeceia e para fora! O Galo perdeu uma chance incrível de aumentar o placar.

A resposta do Cruzeiro veio aos 17 minutos, com Ricardo Goulart recebendo a bola dentro a área, finalizando, mas para fora.

Aos 28 minutos, Dagoberto arma contra-ataque, passa por Leonardo Silva, tenta cruzar na área, mas Victor faz uma intervenção tranqüila.

Três minutos depois, Dátolo cobra falta e a pelota explode no travessão celeste! Quase o segundo.

Aos 39 minutos, um lance polêmico. Leandro Donizete dá uma entrada dura em Dagoberto e é expulso. Quando o cruzeiro se levanta, o meio-campista dá um tapa na cara. Começou um princípio de confusão, com a polícia entrando em campo.

No final, o Galo apenas esperou o final do apito para comemorar o título de forma inédita diante de um Cruzeiro, apático que não soube encontrar forças para buscar reverter o marcador.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247