Atos consagraram Bolsonaro, diz pesquisa

O instituto Paraná Pesquisas realizou sondagem na Avenida Paulista, em São Paulo, para saber a intenção de voto dos manifestantes à Presidência da República; de acordo com o levantamento, o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) já se aproxima dos tucanos Aécio Neves, Geraldo Alckmin e José Serra; numa primeira hipótese, Aécio tem 29%, Bolsonaro 16% e Marina 12%; noutra simulação, Alckmin tem 27%, Bolsonaro 15% e Marina 12%; no terceiro confronto com os tucanos, Serra tem 22%, Bolsonaro 16% e Marina 14%

O instituto Paraná Pesquisas realizou sondagem na Avenida Paulista, em São Paulo, para saber a intenção de voto dos manifestantes à Presidência da República; de acordo com o levantamento, o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) já se aproxima dos tucanos Aécio Neves, Geraldo Alckmin e José Serra; numa primeira hipótese, Aécio tem 29%, Bolsonaro 16% e Marina 12%; noutra simulação, Alckmin tem 27%, Bolsonaro 15% e Marina 12%; no terceiro confronto com os tucanos, Serra tem 22%, Bolsonaro 16% e Marina 14%
O instituto Paraná Pesquisas realizou sondagem na Avenida Paulista, em São Paulo, para saber a intenção de voto dos manifestantes à Presidência da República; de acordo com o levantamento, o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) já se aproxima dos tucanos Aécio Neves, Geraldo Alckmin e José Serra; numa primeira hipótese, Aécio tem 29%, Bolsonaro 16% e Marina 12%; noutra simulação, Alckmin tem 27%, Bolsonaro 15% e Marina 12%; no terceiro confronto com os tucanos, Serra tem 22%, Bolsonaro 16% e Marina 14% (Foto: Leonardo Lucena)

Blog do Esmael - O instituto Paraná Pesquisas realizou sondagem neste domingo (13) na Avenida Paulista, em São Paulo, para saber a intenção de voto dos coxinhas à Presidência da República.

De acordo com o levantamento, o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) já funga no cangote dos tucanos Aécio Neves, Geraldo Alckmin e José Serra.

Entre os coxinhas, frise-se, Bolsonaro fica em segundo lugar em três cenários possíveis enfrentando os tucanos.

Numa primeira hipótese, Aécio tem 29%, Bolsonaro 16% e Marina 12%; noutra simulação, Alckmin tem 27%, Bolsonaro 15% e Marina 12%; no terceiro confronto com os tucanos, Serra tem 22%, Bolsonaro 16% e Marina 14%.

A Paraná Pesquisa entrevistou ontem 1.200 pessoas na hora do protesto.

Ou seja, a despolitização do movimento anti-Dilma, anti-PT e anti-Lula, da qual a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) aborda em sua coluna semanal no Blog do Esmael, nesta segunda-feira (14), está dando margem ao sepultamento das aspirações tucanas e criando um monstro de extrema-direita chamado Bolsonaro.

A exemplo de 2013, quando a Globo promoveu cruzada contra os partidos e sindicatos, o ódio destilado na telinha se voltou contra si. Black blocs escolheram a própria TV como alvo de sua ira.

Nunca é demais recordar que os tucanos Aécio e Alckmin foram esculachados na marcha dos coxinhas. Trataram-nos de “vagabundos”, “oportunistas” e “corruptos”. Saíram sob vaias de um público que julgavam “seu”, mas não o é.

Nem mesmo o queridinho do momento, juiz Sérgio Moro, alvo do puxa-saquismo editorial da emissora dos Marinhos, sobreviveria ao “Bolsomito” criado pelo discurso neofascista.

Resumo da ópera, segundo um provérbio espanhol: crie corvos e eles te arrancarão os olhos!

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247