Bahia tem quase 2 mil casos de chikungunya

A Bahia continua liderando o número de casos de chikungunya e o índice não para de subir; dados da Secretaria de Saúde revelam que há 1.848 casos notificados da doença em 68 municípios, dos quais 27 notificaram mais de um caso suspeito; as cidades com maior número de casos confirmados da febre são Feira de Santana (1.271 casos notificados, com 563 confirmações) e Riachão do Jacuípe (391 casos notificados, 196 confirmações)

A Bahia continua liderando o número de casos de chikungunya e o índice não para de subir; dados da Secretaria de Saúde revelam que há 1.848 casos notificados da doença em 68 municípios, dos quais 27 notificaram mais de um caso suspeito; as cidades com maior número de casos confirmados da febre são Feira de Santana (1.271 casos notificados, com 563 confirmações) e Riachão do Jacuípe (391 casos notificados, 196 confirmações)
A Bahia continua liderando o número de casos de chikungunya e o índice não para de subir; dados da Secretaria de Saúde revelam que há 1.848 casos notificados da doença em 68 municípios, dos quais 27 notificaram mais de um caso suspeito; as cidades com maior número de casos confirmados da febre são Feira de Santana (1.271 casos notificados, com 563 confirmações) e Riachão do Jacuípe (391 casos notificados, 196 confirmações) (Foto: Romulo Faro)

Bahia 247 - O Estado da Bahia continua liderando o número de casos de chikungunya e o índice não para de subir. Dados atualizados da Secretaria de Saúde (Sesab) revelam que há 1.848 casos notificados da doença em 68 municípios, dos quais 27 notificaram mais de um caso suspeito, como Anguera, Camaçari, Castro Alves, Catu e Cícero Dantas. As notificações foram registradas até o último dia 19.

De acordo com a Sesab, as cidades com maior número de casos confirmados da febre são Feira de Santana (1.271 casos notificados, com 563 confirmações) e Riachão do Jacuípe (391 casos notificados, 196 confirmações). Além das duas cidades, outros cinco casos foram confirmados em Salvador (2), Alagoinhas (1), Cachoeira (1) e Amélia Rodrigues (1).

Ainda segundo a secretaria, os últimos casos (das quatro cidades) tiveram vínculo epidemiológico com Feira de Santana.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247