Baianos avaliam que Lula “saiu maior” de ‘duelo’ com Moro

Para o líder da oposição no Congresso, deputado Afonso Florence (PT), "Lula saiu vitorioso e muito maior" do 'embate' da Lava Jato, e "Moro saiu menor"; "Pelo que se tem de fato até agora, esse depoimento nem devia ter acontecido. O juiz mostrou um contrato de uma obra que nem assinatura tinha. É com isso que se pretende incriminar Lula? O juiz mostrou desrespeito, expondo sem a mínima necessidade um ex-presidente que tirou milhões de pessoas da pobreza. Moro saiu menor desse episódio. E Lula e a democracia saíram muito maiores. Investigar o ex-presidente mais bem avaliado da história por causa da reforma de uma cozinha? Está clara a perseguição a Lula", diz Florence

Florence
Florence (Foto: Romulo Faro)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Bahia 247 - O primeiro encontro cara a cara entre Lula e juiz Sérgio Moro, em depoimento do ex-presidente em Curitiba na quarta-feira (10), foi visto como 'vitorioso' para o líder petista. Num verdadeiro cenário de guerra, que envolveu mais de 3 mil policiais entre civis, militares e federais, uma multidão prestava solidariedade a Lula na capital paranaense.

Para o líder da oposição no Congresso, deputado Afonso Florence (PT), "Lula saiu vitorioso e muito maior" do 'embate' da Operação Lava Jato.

"Na minha avaliação, pelo que se tem de fato até agora, esse depoimento nem devia ter acontecido. Lula disse lá, na frente do juiz, que ele estava ali por convicção de membros do Ministério Público, porque provas, não há nenhuma. O juiz mostrou um contrato de uma obra que nem assinatura tinha. É com isso que se pretende incriminar Lula? O juiz mostrou desrespeito, expondo sem a mínima necessidade um ex-presidente que tirou milhões de pessoas da pobreza. Moro saiu menor desse episódio. E Lula e a democracia saíram muito maiores disso tudo. Investigar o ex-presidente mais bem avaliado da história por causa da obra de reforma de uma cozinha? Pode ser sério uma coisa dessas? Está clara a perseguição a Lula. Depois de ontem, esse processo devia ser extinto na mesma hora. Lula é inocente e saiu maior disso tudo", diz Florence.

O deputado exaltou ainda o número de pessoas que marcharam a favor de Lula em Curitiba. "Claro que havia a militância em peso, mas muita gente estava ali como cidadão apenas, sem vínculo com partido político nem com nenhuma central sindical. Muita gente estava ali como cidadão, defendendo um homem que com certeza deve ter ajudado em alguma coisa na sua vida como presidente da República. Dezenas de milhares de pessoas estavam ali levadas por sua consciência em defesa de um homem de bem, que tanto bem fez a este país".

Também filiado ao PT, o deputado Valmir Assunção disse que "o intuito é desgastar a imagem de Lula para ele cair nas pesquisas do pleito de 2018".

"É uma vergonha o que vive o país hoje. Esse governo golpista acabou com as políticas públicas e quer agora criminalizar os movimentos, sem falar que se junta às forças hegemônicas para atacar Lula, sabendo que vão perder a eleição ano que vem em qualquer cenário pesquisado. Mas essa questão com o Moro é fundamental resolver imediatamente. Até porque, se a luta é contra um juiz perseguidor quem vai julgar essa luta?", questiona o deputado.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email