Baianos lideram consumo de álcool no Nordeste

Primeira edição da Pesquisa Nacional de Saúde, do IBGE, revela que a Bahia é o estado onde mais se consome bebida alcoólica na região Nordeste e o primeiro do País entre pessoas maiores de 18 anos que assumem fazer uso abusivo do álcool; dados da pesquisa indicam outros maus hábitos com a saúde praticados pelos baianos: 73 mil pessoas em Salvador substituem refeições por sanduíches, pizzas e salgados; desse total, 39 mil realizam estas substituições regularmente

Primeira edição da Pesquisa Nacional de Saúde, do IBGE, revela que a Bahia é o estado onde mais se consome bebida alcoólica na região Nordeste e o primeiro do País entre pessoas maiores de 18 anos que assumem fazer uso abusivo do álcool; dados da pesquisa indicam outros maus hábitos com a saúde praticados pelos baianos: 73 mil pessoas em Salvador substituem refeições por sanduíches, pizzas e salgados; desse total, 39 mil realizam estas substituições regularmente
Primeira edição da Pesquisa Nacional de Saúde, do IBGE, revela que a Bahia é o estado onde mais se consome bebida alcoólica na região Nordeste e o primeiro do País entre pessoas maiores de 18 anos que assumem fazer uso abusivo do álcool; dados da pesquisa indicam outros maus hábitos com a saúde praticados pelos baianos: 73 mil pessoas em Salvador substituem refeições por sanduíches, pizzas e salgados; desse total, 39 mil realizam estas substituições regularmente (Foto: Romulo Faro)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Bahia 247 - Feita pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em parceria com o Ministério da Saúde, a primeira edição da Pesquisa Nacional de Saúde revela que a Bahia é o estado onde mais se consome bebida alcoólica na região Nordeste e o primeiro do País entre pessoas maiores de 18 anos que assumem fazer uso abusivo do álcool.

Em entrevista ao jornal Correio*, o representante da Coordenação de Disseminação de Informações do IBGE na Bahia, Joilson Souza, avaliou que o levantamento permitirá a criação de políticas públicas de saúde para colaborar com a melhoria da qualidade de vida da população e ressaltou a preocupação com a relação do baiano com o álcool.

"O estudo, por exemplo, traz o dado preocupante dos jovens, maiores de 18 anos, que afirmam fazer consumo abusivo de álcool e isso é um sinal de alerta para a sociedade como um todo".

Os dados da pesquisa indicam outros maus hábitos com a saúde praticados pelos baianos: 73 mil pessoas na capital baiana substituem refeições por sanduíches, pizzas e salgados. Desse total, 39 mil realizam estas substituições regularmente. Os soteropolitanos também estão entre os maiores consumidores de sal em excesso e onde cerca de 42% da população é sedentária.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247