Balestra e Sandes querem Baldy no comando do PP

No que depender da vontade dos deputados federais Roberto Balestra e Sandes Júnior, o goiano Alexandre Baldy, ministro das Cidades, assumirá a presidência do Progressistas (antigo PP) em Goiás; partido hoje está nas mãos do senador Wilder Morais, que já sinalizou sua ida para a oposição; Balestra e Sandes disseram ao presidente nacional do Progressistas, o também senador Ciro Nogueira (PI), que a legenda tem potencial para eleger três deputados federais neste ano

Balestra e Sandes querem Baldy no comando do PP
Balestra e Sandes querem Baldy no comando do PP

Goiás 247 - No que depender da vontade dos deputados federais Roberto Balestra e Sandes Júnior, o goiano Alexandre Baldy, ministro das Cidades, assumirá a presidência do Progressistas (antigo PP) em Goiás. O partido hoje está nas mãos do senador Wilder Morais.

Balestra e Sandes disseram ao presidente nacional do Progressistas, o também senador Ciro Nogueira (PI), que a legenda tem potencial para eleger três deputados federais neste ano. Sabe-se que quanto mais deputados o Progressistas tiver, maior a sua fatia no rateio do Fundo Partidário a partir de 2019.

No entanto, ponderaram Balestra e Sandes, é fundamental que a legenda acerte na escolha do candidato a governador que vai apoiar e da chapa proporcional da qual vai participar. Wilder quer jogar o Progressistas no colo de Daniel Vilela (MDB), o que ameaça comprometer a eleição dos parlamentares porque a chapa do MDB é fraca. Eles defendem que o partido fique onde está, ou seja: na base de José Eliton (PSDB).

O jornal Opção desta semana informa que Ciro já está decidido a entregar o diretório de Goiás para Baldy na próxima quarta ou quinta-feira, porque a sua prioridade é eleger deputados. Quanto a Wilder, a tendência é a de que saia do Progressistas e se filie a um partido de oposição – MDB ou DEM.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247