Bancários realizam ato contra desmonte da Caixa pelo governo Temer

O Sindicato dos Bancários do Ceará organiza protesto contra o desmonte da Caixa articulado pelo governo Temer na próxima quarta-feira (16), na agência da Praça do Ferreira, no Centro de Fortaleza. Segundo a entidade, o ato é em repúdio ao fechamento de unidades, descomissionamentos, ataque ao plano de Saúde Caixa, entrega do FGTS para os bancos privados, entre outras medidas

O Sindicato dos Bancários do Ceará organiza protesto contra o desmonte da Caixa articulado pelo governo Temer na próxima quarta-feira (16), na agência da Praça do Ferreira, no Centro de Fortaleza. Segundo a entidade, o ato é em repúdio ao fechamento de unidades, descomissionamentos, ataque ao plano de Saúde Caixa, entrega do FGTS para os bancos privados, entre outras medidas
O Sindicato dos Bancários do Ceará organiza protesto contra o desmonte da Caixa articulado pelo governo Temer na próxima quarta-feira (16), na agência da Praça do Ferreira, no Centro de Fortaleza. Segundo a entidade, o ato é em repúdio ao fechamento de unidades, descomissionamentos, ataque ao plano de Saúde Caixa, entrega do FGTS para os bancos privados, entre outras medidas (Foto: Rodrigo Rocha)

Ceará 247 - O Sindicato dos Bancários do Ceará organiza protesto na capital cearense em defesa da Caixa e dos seus empregados. O ato está marcado para na próxima quarta-feira (16), a partir das 9h, na agência da Praça do Ferreira.

De acordo com a entidade, a manifestação é contra o desmonte imposto pelo governo Temer, com fechamento de unidades, descomissionamentos, ataque ao plano de Saúde Caixa, regulamentação da terceirização dentro das unidades da Caixa, o perigo de venda da Lotex (loteria) e entrega do FGTS para os bancos privados.

“Tudo isso faz parte de um projeto do golpista Temer para enfraquecer o banco público, principal responsável pelas políticas públicas do governo e que teve papel fundamental na saída do Brasil da grande crise econômica mundial de 2008. Como instituição financeira, a partir da Caixa foi que nos conseguimos baixar as taxas de juros e fomentar a economia e, se continuar como está hoje, vamos perder um importante instrumento de política financeira porque não teremos mais aquele banco pujante, como a Caixa”, alerta o sindicato em nota de convocação.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247