Banco Mundial aprova capacidade de planos de investimento no Piauí

A Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), por meio da diretoria de combate à pobreza rural (DCPR), está recebendo, nesta semana, um consultor de projetos produtivos do Banco Mundial como parte de uma missão que começou na última segunda-feira (09) e acontece até esta quarta; seis projetos pilotos serão contemplados no Piauí pelo banco; um plano direcionado para cada uma das cadeias produtivas prioritárias do Progere II, que são: ovinocaprinocultura, apicultura, quintais produtivos, fruticultura irrigada, mandioca, extrativismo vegetal com ênfase para o artes anato e o aproveitamento racional dos produtos do extrativismo

A Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), por meio da diretoria de combate à pobreza rural (DCPR), está recebendo, nesta semana, um consultor de projetos produtivos do Banco Mundial como parte de uma missão que começou na última segunda-feira (09) e acontece até esta quarta; seis projetos pilotos serão contemplados no Piauí pelo banco; um plano direcionado para cada uma das cadeias produtivas prioritárias do Progere II, que são: ovinocaprinocultura, apicultura, quintais produtivos, fruticultura irrigada, mandioca, extrativismo vegetal com ênfase para o artes anato e o aproveitamento racional dos produtos do extrativismo
A Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), por meio da diretoria de combate à pobreza rural (DCPR), está recebendo, nesta semana, um consultor de projetos produtivos do Banco Mundial como parte de uma missão que começou na última segunda-feira (09) e acontece até esta quarta; seis projetos pilotos serão contemplados no Piauí pelo banco; um plano direcionado para cada uma das cadeias produtivas prioritárias do Progere II, que são: ovinocaprinocultura, apicultura, quintais produtivos, fruticultura irrigada, mandioca, extrativismo vegetal com ênfase para o artes anato e o aproveitamento racional dos produtos do extrativismo (Foto: Leonardo Lucena)

Por Larissa Machado

A Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), por meio da diretoria de combate à pobreza rural (DCPR), está recebendo, nesta semana, um consultor de projetos produtivos do Banco Mundial como parte de uma missão que começou na última segunda-feira (09) e acontece até amanhã. A ação tem com objetivo apoiar as ações que antecedem a operacionalização do Programa Estadual de Geração de Emprego e Renda II (Progere II), executado pela SDR.

A programação da missão começou com visita à comunidade remanescente de quilombos, localizada no assentamento Fortaleza III, em Esperantina. A equipe também visitou o assentamento Terra Ativa, em Batalha, onde um grupo de jovens foi contemplado pela linha “Nossa Primeira Terra”, do Crédito Fundiário.

Os dois locais visitados podem ser escolhidos pelo Banco Mundial como plano de investimento produtivo e receber incentivos da instituição financeira para desenvolver suas atividades. Ao todo, seis projetos pilotos serão contemplados no Piauí pelo Banco Mundial; um plano direcionado para cada uma das cadeias produtivas prioritárias do Progere II, que são: ovinocaprinocultura, apicultura, quintais produtivos, fruticultura irrigada, mandioca, extrativismo vegetal com ênfase para o artes anato e o aproveitamento racional dos produtos do extrativismo.

A segunda fase da missão aconteceu nessa terça-feira (10) e acontece nesta quarta na sede da SDR para tratar do andamento do estudo da linha de base, que é um estudo preliminar trazendo um perfil de entrada de possíveis beneficiários do programa. Na ocasião, também está sendo tratado sobre o sistema SIGMA, que faz monitoramento e avaliação do programa, que está sendo desenvolvido na SDR, em parceria com uma equipe do Rio Grande do Norte.

Outro ponto abordado pela equipe da SDR e o consultor do Banco Mundial será a formação da equipe que vai integrar a unidade gestora do Progere II, integrando a diretoria de combate à pobreza rural (DCPR), em Teresina e nas três unidades regionais de gestão que vão funcionar nos territórios dos Cocais (Esperantina), Carnaubais (Campo Maior) e Entre Rios (Teresina).

Este projeto é executado por meio de financiamento entre o do estado e o Banco Mundial. Será uma transferência de recurso não reembolsável e são valores de até R$150 mil por projeto para aqueles grupos que são maiores, com referência de até R$ 8 mil por família.

De acordo com o diretor de combate à pobreza rural da SDR, Francisco Ribeiro, a meta geral é aprovar 120 planos de negócios referentes ao convênio todo até 2020 e executar 30 planos de investimentos já neste ano.

Para Emanuel Bayle, as visitas de campo foram muito interessante. "Os grupos pré-selecionados atendem aos critérios de priorização do público beneficiário projeto. A estruturação da equipe e das ferramentas de trabalho estão bem avançadas, começando com uma boa seleção dos planos de trabalho. O próxima etapa é a preparação de uma imersão para repassar a metodologia para as equipes de assessoria técnica de forma que eles possam preparar estes  ”, reforçou o consultor do Banco Mundial.

Progere

Tem por objetivo proporcionar linhas especiais de crédito, em atividades produtivas capazes de gerarem postos de trabalho e renda, nos diversos setores da economia.
O Progere II vai priorizar grupos mulheres, jovens e comunidades quilombolas.

Ao vivo na TV 247 Youtube 247