Barack Obama deixa escapar crítica a Nicolas Sarkozy

Sem perceber que microfone estava ligado, presidente dos EUA revela decepo com o chefe de Estado francs por votar a favor do ingresso da Palestina como membro na Unesco

Barack Obama deixa escapar crítica a Nicolas Sarkozy
Barack Obama deixa escapar crítica a Nicolas Sarkozy (Foto: POOL/Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 com agências internacionais - Em entrevista coletiva após o final da cúpula do Fórum de Cooperação Econômica Ásia Pacífico (Apec), em Honolulu (EUA), o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, expressou a seu colega francês, Nicolas Sarkozy, sua decepção com o voto da França a favor do ingresso da Palestina como estado membro na Unesco.

Sem perceber que falava com o microfone aberto, Obama revelou que manteve uma conversa "franca e firme" na qual expressou sua decepção sobre o apoio francês à entrada da Palestina na organização da ONU para a Educação, a Ciência e a Cultura.

Na conversa que os jornalistas escutaram, Sarkozy qualificou o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, de "mentiroso" e Obama, sem tirar-lhe a razão, replicou: "Você se queixa, mas eu tenho que tratar com ele com muita mais frequência que você".

Como consequência dessa iniciativa, Washington se viu obrigado por lei a suspender suas contribuições à Unesco, de US$ 60 milhões.

O presidente americano assegurou que em sua conversa insistiu em que a única maneira de estabelecer um Estado palestino é mediante as negociações entre israelenses e palestinos, "não através da ONU". (Efe)

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email