Blatter será interrogado sobre a corrupção na Fifa

Ministério Público da Suíça vai interrogar o presidente da Fifa, Joseph Blatter, sobre sua real participação nas escolhas das sedes dos mundiais da Copa do Mundo de 2018 e 2022; como presidente, Blatter não votou nas eleições, que aconteceram em 2010; segundo o MP suíço, Blatter será um dos dez dirigentes que, nos próximos meses, serão interrogados; além de Blatter, podem ser ouvidos ainda Michel Platini, presidente da Uefa, e Vitaly Mutko, ministro de Esporte da Rússia e membro da cúpula da Fifa

www.brasil247.com - Ministério Público da Suíça vai interrogar o presidente da Fifa, Joseph Blatter, sobre sua real participação nas escolhas das sedes dos mundiais da Copa do Mundo de 2018 e 2022; como presidente, Blatter não votou nas eleições, que aconteceram em 2010; segundo o MP suíço, Blatter será um dos dez dirigentes que, nos próximos meses, serão interrogados; além de Blatter, podem ser ouvidos ainda Michel Platini, presidente da Uefa, e Vitaly Mutko, ministro de Esporte da Rússia e membro da cúpula da Fifa
Ministério Público da Suíça vai interrogar o presidente da Fifa, Joseph Blatter, sobre sua real participação nas escolhas das sedes dos mundiais da Copa do Mundo de 2018 e 2022; como presidente, Blatter não votou nas eleições, que aconteceram em 2010; segundo o MP suíço, Blatter será um dos dez dirigentes que, nos próximos meses, serão interrogados; além de Blatter, podem ser ouvidos ainda Michel Platini, presidente da Uefa, e Vitaly Mutko, ministro de Esporte da Rússia e membro da cúpula da Fifa (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - O Ministério Público da Suíça vai interrogar o presidente da Fifa, Joseph Blatter, nas investigações sobre o escândalo de corrupção na entidade. 

Segundo o jornal Sunday Times divulgou neste domingo, 31, embora Blatter não tenha votado nas escolhas das sedes dos mundiais da Copa do Mundo de 2018 e 2022, os suíços querem saber qual foi de fato seu envolvimento no caso. 

Na semana passada, o MP em Berna mandou uma equipe para a sede da Fifa e que resultou no confisco de dezenas de documentos e computadores. Naquele momento, a entidade confirmou a ação. Mas insistiu que estava colaborando e que o caso havia começado justamente depois de uma denúncia feita pela própria entidade em novembro de 2014. 

Segundo o MP, Blatter será um dos dez dirigentes que, nos próximos meses, serão interrogados. Alguns deles já teriam colhido depoimentos nesta semana mesmo. Uma eventual condenação significaria 7 anos de prisão.

PUBLICIDADE

A investigação ganhou o nome de "Operação Darwin", numa referência às origens. Contas já foram bloqueadas e o próximo passo é a coleta dos depoimentos.  Além de Blatter, podem ser ouvidos ainda Michel Platini, presidente da Uefa, e Vitaly Mutko, ministro de Esporte da Rússia e membro da cúpula da Fifa. 

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email