Bolsonaro e Mourão 'deveriam ser torturados para aprender', defende José de Abreu

Ao compartilhar artigo do jornalista Alex Solnik, do Jornalistas pela Democracia, o ator José de Abreu defendeu que Jair Bolsonaro e Hamilton Mourão fossem alvos da tortura que defendem

(Foto: Reprodução/Youtube)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ator José de Abreu criticou neste domingo (11) as defesas que Jair Bolsonaro e Hamilton Mourão fazem da Ditadura Militar e de torturadores como o coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra. 

Em entrevista para a TV alemã Deutsche-Welle, Mourão classificou Ustra como um "homem de honra e que respeitava os direitos humanos de seus subordinados", após uma pergunta do entrevistador Tim Sebastian sobre a postura do presidente Jair Bolsonaro em relação à trajetória do coronel. Mourão afirmou que não está "alinhado com a tortura” e sugeriu que há uma interpretação distorcida do período militar e sobre o papel de Ustra e que seria melhor "que esperar que todos esses atores desapareçam para que a história faça sua parte”.

Ao compartilhar artigo do jornalista Alex Solnik, do Jornalistas pela Democracia, José de Abreu defendeu que Bolsonaro e Mourão fossem alvos da tortura que defendem. “Devia ser torturado para aprender! Imagine Bozó e Mourão no pau-de-arara levando choques nos testículos”, afirmou pelo Twitter.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247