CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Geral

BPA resgata espécimes de pássaros e répteis

No dia Mundial do Meio Ambiente, Militares do Batalhão de Polícia Ambiental (BPA) resgataram mais de 100 espécimes de pássaros e répteis em feiras livres em bairros de Maceió e também em cidades do interior; os animais foram encaminhados para o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), onde passarão por uma triagem para, em seguida, serem reinseridos em seu habitat natural

Imagem Thumbnail
No dia Mundial do Meio Ambiente, Militares do Batalhão de Polícia Ambiental (BPA) resgataram mais de 100 espécimes de pássaros e répteis em feiras livres em bairros de Maceió e também em cidades do interior; os animais foram encaminhados para o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), onde passarão por uma triagem para, em seguida, serem reinseridos em seu habitat natural (Foto: Voney Malta)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Alagoas 247 - Militares do Batalhão de Polícia Ambiental (BPA) resgataram, nesse domingo (5), mais de 100 espécimes de pássaros e diversos répteis da fauna silvestre. A ação no Dia Mundial do Meio Ambiente foi deflagrada em feiras livres dos bairros do Tabuleiro dos Martins, Levada e Benedito Bentes, em Maceió, e nas cidades de Maribondo e Arapiraca. 

Dentre as espécimes resgatadas estão um jabuti, três iguanas, dois tejos e 182 aves, dentre elas, sete-cores, galo-de-campina, periquito-do-sertão, rolinha, fogo-apagou, guriatan, garibaldi, pinta-silva, papa-capim e extravagante. Muitas delas até ameaçadas de extinção, como é o caso do sete-cores, pinta-silva, galo-de-campina, entre outras.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Os responsáveis pelo crime ambiental fugiram ao perceber a aproximação da equipe policial. Eles se infiltraram entre os feirantes e saíram antes de serem alcançados e penalizados. O crime de comercialização ilegal está previsto no Art. 29 da Lei n° 9.605/98, com pena fixada em detenção de seis meses a um ano, além de multa.

Os animais foram encaminhados para o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), onde passarão por uma triagem para, em seguida, serem reinseridos em seu habitat natural.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

De acordo com o oficial de operações do Batalhão de Proteção Ambiental, subtenente Jorge Pedro, a população deve voltar sua atenção para a degradação ambiental e a preservação das espécies.

"É preciso que esses infratores se conscientizem que a comercialização ilegal põe em risco a diversidade das espécies. Isso incide diretamente sobre seus habitats e, também, na qualidade de vida das futuras gerações", destacou o subtenente.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Com gazetaweb.com

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Cortes 247

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO