Brasil lucrará com a Copa até 2018, diz estudo

Consultoria britânica Mintel prevê que a Copa do Mundo e a Olimpíada devem alavancar comércio de bebidas, roupas e pacotes de turismo no Brasil pelo menos até daqui quatro anos; faturamento desses setores ligados ao evento crescerá 36% nesse período, de acordo com o levantamento; dados atualizados ontem pelo Ministério do Turismo indicam que cerca de 3,7 milhões de turistas se deslocarão pelo Brasil durante o Mundial, acrescentando cerca de R$ 6,7 bilhões à economia; estimativa é que cada um gaste R$ 5.500 por dia, sem contar passagens aéreas e custos feitos no país de origem

www.brasil247.com - Consultoria britânica Mintel prevê que a Copa do Mundo e a Olimpíada devem alavancar comércio de bebidas, roupas e pacotes de turismo no Brasil pelo menos até daqui quatro anos; faturamento desses setores ligados ao evento crescerá 36% nesse período, de acordo com o levantamento; dados atualizados ontem pelo Ministério do Turismo indicam que cerca de 3,7 milhões de turistas se deslocarão pelo Brasil durante o Mundial, acrescentando cerca de R$ 6,7 bilhões à economia; estimativa é que cada um gaste R$ 5.500 por dia, sem contar passagens aéreas e custos feitos no país de origem
Consultoria britânica Mintel prevê que a Copa do Mundo e a Olimpíada devem alavancar comércio de bebidas, roupas e pacotes de turismo no Brasil pelo menos até daqui quatro anos; faturamento desses setores ligados ao evento crescerá 36% nesse período, de acordo com o levantamento; dados atualizados ontem pelo Ministério do Turismo indicam que cerca de 3,7 milhões de turistas se deslocarão pelo Brasil durante o Mundial, acrescentando cerca de R$ 6,7 bilhões à economia; estimativa é que cada um gaste R$ 5.500 por dia, sem contar passagens aéreas e custos feitos no país de origem (Foto: Gisele Federicce)


247, com Agência Brasil - Um estudo realizado pela consultoria britânica Mintel prevê que a Copa do Mundo e a Olimpíada devem alavancar o comércio de bebidas, roupas e pacotes de turismo no Brasil pelo menos até 2018. De acordo com o levantamento, os setores que de alguma forma estão ligados ao evento terão um faturamento de R$ 639 bilhões daqui quatro anos, um crescimento de 36% em relação ao resultado do ano passado.

A consultoria previu também que o comércio brasileiro já sentiria diferença no dia de abertura da Copa, que aconteceu nesta quinta-feira 12. Mas no setor do Turismo, por exemplo, o resultado não é tão imediato. A Mintel prevê que o faturamento crescerá 14% em 2014 e 9% em 2016, anos de Copa do Mundo e de Olimpíada, respectivamente.

"O ano de 2014 deve ser de compras moderadas no Brasil. No entanto, a Copa do Mundo provavelmente vai estimular o consumo supérfluo, como viagens de lazer e alimentos e bebidas para ocasiões especiais", diz trecho do estudo. Ainda de acordo com a Mintel, o faturamento da indústria de pacotes turísticos saltará de R$ 44 bilhões, de 2013, para R$ 64 bilhões daqui quatro anos, um salto de 45%.

Projeções do Ministério do Turismo indicam que cerca de 3,7 milhões de turistas se deslocarão pelo Brasil durante o período da Copa do Mundo, acrescentando cerca de R$ 6,7 bilhões à economia do país. Além disso, o evento mobilizará cerca de 200 mil trabalhadores temporários. Os dados foram atualizadas ontem (12) pelo ministério.

De acordo com o Ministério do Turismo, a Copa, aberta ontem em São Paulo, com o jogo entre Brasil e Croácia, será a maior fonte de gastos dos turistas até 13 de julho, quando se encerra o torneio.

O ministério estima que, em média, cada um deles assista a quatro jogos nos estádios e gaste R$ 5.500 no período que passar aqui. O valor que não inclui as despesas com passagens aéreas e gastos feitos quando ainda no país de origem. As projeções têm por base as vendas de ingressos feitas até a primeira semana de abril.

Pelo menos metade da população do planeta acompanhará o torneio pela TV, pela internet ou por celulares e demais dispositivos eletrônicos. Serão mais de 3,6 bilhões de espectadores, número 12,5% superior aos 3,2 bilhões que assistiram à Copa de 2010, disputada na África do Sul, segundo pesquisa encomendada pela Federação Internacional de Futebol (Fifa) à agência Kantar Sport.

Segundo a agência, cerca de 2,2 bilhões de pessoas assistiram ao Mundial por pelo menos 20 minutos consecutivos, superando em 3% a audiência da edição anterior, em 2006, na Alemanha. Neste ano, serão 73 mil horas de transmissão de TV direcionadas a mais de 200 países. Já foram credenciados para o evento 19 mil profissionais de imprensa.

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email