Brasil só crescerá 5% em 2012 com fim da crise, diz Mantega

Com relao aos investimentos, o ministro da Fazenda disse que eles devero crescer mais que 10% neste ano

Brasil só crescerá 5% em 2012 com fim da crise, diz Mantega
Brasil só crescerá 5% em 2012 com fim da crise, diz Mantega (Foto: DIDA SAMPAIO/AGÊNCIA ESTADO)

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, disse hoje que o governo vai perseguir em 2012 um crescimento de 4,5%. "Antes tínhamos dito que, se a crise fosse solucionada, o crescimento seria de 5%. Mas se persistir (a crise), o crescimento será de 4%. Decidimos que 4,5% seja uma margem adequada para perseguirmos em 2012", afirmou Mantega em entrevista depois da reunião do Conselho Político, no Palácio do Planalto.

Com relação aos investimentos, Mantega disse que eles deverão crescer mais que 10% neste ano. "Em 2012 vamos crescer mais que em 2011", afirmou. "O investimento será o principal instrumento para dinamização do crescimento em 2012".

Segundo Mantega, apesar do ano eleitoral, não haverá estímulo para gastos. "O governo não se pauta por ano eleitoral. Sobre sua permanência no cargo, Mantega disse que continua trabalhando. "Continuarei remando como tenho remado".

Cortes

Mantega e a ministra do Planejamento, Míriam Belchior, almoçam neste momento na Fazenda para discutir os cortes no orçamento deste ano, que devem ser anunciados até sexta-feira.

Há pouco, em entrevista coletiva no Palácio do Planalto, Mantega disse que os números ainda não estão fechados para os cortes, mas que os efeitos de todos os esforços para manter a economia equilibrada dependerá do Congresso Nacional, no sentido de continuar aprovando projetos importantes e impedindo gastos de custeio que possam comprometer os programas de governo.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247