Brasileira Amanda Nunes vence Ronda Rousey no UFC, em Las Vegas

A brasileira Amanda Nunes se impôs diante da grande estrela do MMA mundial e manteve o cinturão peso-galo feminino com um nocaute espetacular sobre a americana Ronda Rousey no UFC 207, em Las Vegas, nos Estados Unidos, na madrugada deste sábado (31); a lutadora baiana precisou de apenas 48 segundos para vencer a ex-campeã e lenda do esporte; “Estou em outro nível hoje. É incrível, a Ronda fez muito pelo esporte, ela tem uma história, mas agora eu sou a campeã”, disse

A brasileira Amanda Nunes se impôs diante da grande estrela do MMA mundial e manteve o cinturão peso-galo feminino com um nocaute espetacular sobre a americana Ronda Rousey no UFC 207, em Las Vegas, nos Estados Unidos, na madrugada deste sábado (31); a lutadora baiana precisou de apenas 48 segundos para vencer a ex-campeã e lenda do esporte; “Estou em outro nível hoje. É incrível, a Ronda fez muito pelo esporte, ela tem uma história, mas agora eu sou a campeã”, disse
A brasileira Amanda Nunes se impôs diante da grande estrela do MMA mundial e manteve o cinturão peso-galo feminino com um nocaute espetacular sobre a americana Ronda Rousey no UFC 207, em Las Vegas, nos Estados Unidos, na madrugada deste sábado (31); a lutadora baiana precisou de apenas 48 segundos para vencer a ex-campeã e lenda do esporte; “Estou em outro nível hoje. É incrível, a Ronda fez muito pelo esporte, ela tem uma história, mas agora eu sou a campeã”, disse (Foto: Valter Lima)

247 - A brasileira Amanda Nunes se impôs diante da grande estrela do MMA mundial e manteve o cinturão peso-galo feminino com um nocaute espetacular sobre a americana Ronda Rousey no UFC 207, em Las Vegas, nos Estados Unidos, na madrugada deste sábado (31). A lutadora baiana precisou de apenas 48 segundos para vencer a ex-campeã e lenda do esporte.

Pouco mais de um ano depois de ter sido nocauteada impiedosamente por Holly Holm, Ronda demonstrou nervosismo ao longo de toda a semana e não teve a menor chance diante de Amanda. A baiana de 28 anos havia conquistado o cinturão em junho, ao finalizar Miesha Tate no primeiro round da luta principal do UFC 200, em Las Vegas.

“Estou em outro nível hoje. É incrível, a Ronda fez muito pelo esporte, ela tem uma história, mas agora eu sou a campeã”, disse Amanda.

Com isso, o Brasil fecha o ano com dois campeões no UFC. Além de Amanda, José Aldo, que retomou o título linear dos pesos-penas após a desistência do irlandês Conor McGregor, entrará em 2017 com o cinturão.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247