Buti diz que Sandoval está "desconectado da realidade"

Presidente da Comissão de Transição do governo, Herbert "Buti" Barros, respondeu nesta sexta-feira, 19, as críticas do governador Sandoval Cardoso (SD) ao relatório que aponta uma dívida de R$ 4 bilhões do governo do Estado; "As informações que constam no relatório foram repassadas à comissão pela equipe do atual governo", rebateu Buti; Sandoval disse que seu governo não contraiu dívidas e que dívida bilionária é "marketing" e "discurso de quem não está interessado em mostrar serviço"; governador classificou ainda como "sensacionalismo" a ação do Ministério Público sobre "farra" nas promoções da Policia Militar

Presidente da Comissão de Transição do governo, Herbert "Buti" Barros, respondeu nesta sexta-feira, 19, as críticas do governador Sandoval Cardoso (SD) ao relatório que aponta uma dívida de R$ 4 bilhões do governo do Estado; "As informações que constam no relatório foram repassadas à comissão pela equipe do atual governo", rebateu Buti; Sandoval disse que seu governo não contraiu dívidas e que dívida bilionária é "marketing" e "discurso de quem não está interessado em mostrar serviço"; governador classificou ainda como "sensacionalismo" a ação do Ministério Público sobre "farra" nas promoções da Policia Militar
Presidente da Comissão de Transição do governo, Herbert "Buti" Barros, respondeu nesta sexta-feira, 19, as críticas do governador Sandoval Cardoso (SD) ao relatório que aponta uma dívida de R$ 4 bilhões do governo do Estado; "As informações que constam no relatório foram repassadas à comissão pela equipe do atual governo", rebateu Buti; Sandoval disse que seu governo não contraiu dívidas e que dívida bilionária é "marketing" e "discurso de quem não está interessado em mostrar serviço"; governador classificou ainda como "sensacionalismo" a ação do Ministério Público sobre "farra" nas promoções da Policia Militar (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Tocantins 247 - O presidente da Comissão de Transição do governo do Estado e futuro secretário geral de Governo, Herbert "Buti" Barros, respondeu nesta sexta-feira, 19, as críticas do governador Sandoval Cardoso (SD) ao relatório sobre a situação administrativa e financeira do governo do Estado, entregue ao governador eleito Marcelo Miranda (PMDB). Documento aponta uma dívida de R$ 4 bilhões do governo do Estado.

"As informações que constam no relatório final da transição foram repassadas à comissão pela equipe do atual governo. As críticas feitas pelo governador Sandoval Cardoso só demonstram, mais uma vez, que ele está desconectado com a realidade do Tocantins", rebateu Buti, em nota enviada à imprensa. 

Sobre a divulgação das informações da sua gestão, Sandoval Cardoso disse nesta sexta-feira que a divulgação do valor da dívida é uma estratégia da próxima gestão para culpar seu governo. “Se existe dívida externa essa divida foi contraída ao longo dos anos. Isso não é notícia. Eu sinceramente não sei se soma R$ 4 bilhões, mas sei que no meu período de oito meses nós não contraímos dívida. No período do  Marcelo, de sete anos, com certeza ele contraiu divida que estou pagando e nunca fui na imprensa falar que tinha dívida”, criticou Sandoval ao Conexão Tocantins (leia aqui).

Sandoval negou que tenha havido "farra" nas promoções de policiais militares apontada pelo Ministério Público Estadual e classificou a atuação do órgão como "sensacionalismo". “Me doei para o Estado nos últimos meses igual um servo, trabalhei, fiz muita coisa que em quatro anos muitos não fizeram.  Que sensacionalismo é esse?”, disse. Ele contou que ainda não recebeu R$ 16 milhões que o governo federal tem que repassar para a Saúde e mais R$ 40 milhões de acréscimo no FPE.

Ao CT, Sandoval Cardoso também não poupou críticas à divulgação da situação do governo do Estado, defendeu que o Tocantins tem uma baixa capacidade de endividamento e que o problema da administração seria a folha de pagamento. “Ele [Marcelo] deve ter juntado todas as dívidas desde a fundação do Estado, inclusive as das outras gestões dele. Essa conversa de dívida é discurso de quem não está interessado em mostrar serviço", afirmou o governador (leia aqui).

Sandoval defendeu que o governo precisa terceirizar a saúde - proposta combatida por entidades de classe - para reduzir a folha em R$ 50 milhões por mês. “Se o próximo governador fizer isso, o que não fiz por falta de tempo e pelo momento eleitoral, não precisará fazer cortes de pessoal. A única saída para a gestão da saúde é a terceirização. Claro que para uma empresa idônea, mas essa é a única saída possível”, garantiu.

Leia na íntegra a nota da Comissão de Transição.

"NOTA

A respeito das declarações divulgadas pela imprensa questionando os dados apresentados pela Comissão de Transição do Governador Eleito Marcelo Miranda, cabe esclarecer que as informações que constam no relatório final da transição foram repassadas à comissão pela equipe do atual governo.

As críticas feitas pelo governador Sandoval Cardoso só demonstram, mais uma vez, que ele está desconectado com a realidade do Tocantins.

HERBERT BRITO BARROS
Pres. da Comissão de Transição"

Leia também: "Dívida do governo é de R$ 4 bilhões", diz Marcelo

Alheio à dívida de R$ 4 bi, Sandoval quer prorrogar isenções fiscais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247