Cabo Júlio, que derrubou Dilma, pega 16 anos de cadeia

O deputado estadual mineiro Cabo Júlio (MDB) se entregou na manhã desta sexta-feira (8) no 3º Batalhão do Corpo de Bombeiros, em Belo Horizonte; ele foi condenado pelo envolvimento em um esquema de fraude em licitações de municípios para a compra de ambulâncias com verbas do Ministério da Saúde

Cabo Júlio, que derrubou Dilma, pega 16 anos de cadeia
Cabo Júlio, que derrubou Dilma, pega 16 anos de cadeia
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Minas 247 – Com prisão preventiva decretada nesta quinta-feira (7) após ser condenado por envolvimento na Máfia dos Sanguessugas, o deputado estadual mineiro Cabo Júlio (MDB) se entregou na manhã desta sexta-feira (8) no 3º Batalhão do Corpo de Bombeiros, no Bairro São Francisco, na Região da Pampulha, em Belo Horizonte.

A Justiça condenou o parlamentar duas vezes pelo envolvimento em um esquema de fraude em licitações de municípios para a compra de ambulâncias com dinheiro do Ministério da Saúde. e impôs uma pena de quatro anos de reclusão mais 40 dias multa.

Cabo Júlio foi condenado mais uma vez, em outubro de 2016, a seis anos de detenção em regime semiaberto e ao pagamento de mais 50 dias-multa à proporção de um salário mínimo de 2006.

De acordo com o Ministério Público, o deputado é autor de 20 emendas orçamentárias para 18 cidades de Minas Gerais que se comprometiam a direcionar as licitações a favor de determinadas empresas. Ele seria um dos chefes do esquema.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247