Cachoeira culpa PT e se diz perseguido político

Segundo colunista Mônica Bérgamo, da Folha, contraventor acredita ser vítima de vingança do Partido dos Trabalhadores por ter detonado o escândalo Waldomiro Diniz, o primeiro da era Lula

Cachoeira culpa PT e se diz perseguido político
Cachoeira culpa PT e se diz perseguido político (Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil)

247_ Deu na coluna da jornalista Mônica Bérgamo, na Folha de S. Paulo, que o contraventor Carlinhos Cachoeira credita ao PT todas as suas agruras recentes. O bicheiro disse acreditar que o partido é o responsável por seu longo período atrás das grades. O Partido dos Trabalhadores, inclusive, estaria se vingando de Cachoeira, pois atribui a ele o estopim da crise que originou o escândalo Waldomiro Diniz, o primeiro da era Lula.

Confira as notas de Mônica Bérgamo:

PAPEL DE MÁRTIR
Carlinhos Cachoeira exige que seus advogados o apresentem como preso político nos tribunais do país. Esse foi um dos motivos de divergência entre ele e a equipe coordenada pelo ex-ministro da Justiça Márcio Thomaz Bastos, que ontem deixou a defesa do bicheiro.

DIGITAL
Em explosões com os advogados em reuniões no presídio da Papuda, em Brasília, Cachoeira culpou o PT por todas as suas agruras. Disse acreditar que o partido é o responsável por seu longo período atrás das grades. A legenda estaria se vingando por ter sido ele o pivô do escândalo Waldomiro Diniz, o primeiro da era Lula. Na época, fita gravada por Cachoeira mostrava o assessor pedindo propina a ele.

CORDA ESTICADA
A equipe de advogados preconizava o oposto: que Cachoeira se defendesse das acusações objetivas dos processos em que é réu.
Mas ele se recusou até mesmo a responder a perguntas em audiência na semana passada. Numa das brigas, o bicheiro chegou a chamar um de seus defensores de "moleque".

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247