CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Geral

Caem demissões entre os pequenos negócios

Saldo negativo de empregos em abril - de 10,5 mil vagas - foi quatro vezes menor que o do mês anterior

Imagem Thumbnail
PORTO ALEGRE, RS, BRASIL, 23.10.13: Padaria Bella União. Padeiro Ricardo da Silva Barreto. Foto: Alina Souza/Especial Palácio Piratini (Foto: Gisele Federicce)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Agência Sebrae - As micro e pequenas empresas tiveram, no mês de abril, um saldo negativo de geração de empregos de 10,5 mil vagas. Esse número é aproximadamente quatro vezes menor do que o registrado no mês de março, quando os pequenos negócios apresentaram um saldo negativo de 46,9 mil vagas.

Quando comparado com as empresas de médio e grande porte, a diferença é de mais de cinco vezes. Nas empresas maiores, o saldo de empregos, em abril, ficou negativo em 54,6 mil. As informações constam no estudo mensal que o Sebrae elabora com base nos dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Previdência Social.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

"Essa é uma prova de que os pequenos negócios podem voltar a ter um saldo positivo de empregos, mas, para isso, é preciso aumentar a oferta de crédito e ampliar o Simples Nacional. Esse dois fatores são essenciais para permitir que as micro e pequenas empresas ajudem na recuperação da economia brasileira", afirma o presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos.

Entre as empresas de pequeno porte, as que atuam nos setores de Serviços e Agropecuária foram as únicas que apresentaram um saldo positivo de quase 20 mil postos de trabalho, cada uma gerando, respectivamente, 15,3 mil e 4,6 mil novas vagas.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Cortes 247

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO