Caiado defende Diretas Já em nome da “refundação da República”

O senador Ronaldo Caiado (DEM-GO) assina artigo publicado neste sábado (31) no qual defende a realização de eleições diretas no âmbito federal, abrangendo Congresso e Presidência; "Nada de pessoal contra o presidente Michel Temer, mas é inegável que seu governo, com seis ministros já afastados no rastro de denúncias, e ele próprio já citado nas delações da Odebrecht, fragilizou-se e perdeu sintonia com as ruas", argumenta; Caiado desafia a sua própria classe: "Quem não deve não teme as urnas, e o povo saberá separar o joio do trigo -aliás, só ele poderá fazê-lo"

caiado
caiado (Foto: Valter Lima)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O senador Ronaldo Caiado (DEM-GO) assina artigo publicado neste sábado (31) no qual defende a realização de eleições diretas no âmbito federal, abrangendo Congresso e Presidência. "Nada de pessoal contra o presidente Michel Temer, mas é inegável que seu governo, com seis ministros já afastados no rastro de denúncias, e ele próprio já citado nas delações da Odebrecht, fragilizou-se e perdeu sintonia com as ruas", argumenta.

Para o demista, "governo e Congresso não têm autoridade moral para efetuar as reformas indispensáveis: previdenciária, trabalhista e tributária, entre outras". "Pelo alcance e profundidade, e pelo sacrifício que impõem à população, exigem credibilidade por parte de quem as encaminha. As delações em curso, que precisam ainda ser depuradas, comprovadas e hierarquizadas, lançam suspeitas sobre toda a classe política e as instituições do Estado", diz.

Caiado desafia a sua própria classe: "Quem não deve não teme as urnas, e o povo saberá separar o joio do trigo -aliás, só ele poderá fazê-lo. Não significa que o novo presidente estará investido de dons miraculosos. Mas, com certeza, terá autoridade moral, delegada pela maioria, para encaminhar as mudanças necessárias. E são mudanças urgentes, a serem debatidas e explicitadas no curso da campanha".

Neste sentido, ele diz que "2017 pode ser um ano ainda mais marcante na consecução de uma meta a que todo o país aspira: a refundação da República".

Leia na íntegra aqui

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email