Camaçari: TJ considera greve dos servidores abusiva

O Tribunal de Justiça da Bahia (TJBA) considerou 'abusivo' o movimento grevista dos servidores públicos de Camaçari, que já dura um mês; decisão judicial obriga o retorno imediato ao trabalho de 70% dos servidores, sob pena de pagamento de multa diária de R$ 100 mil, por parte do Sindsec (Sindicato dos Servidores Públicos de Camaçari) e Sispec (Sindicato dos Professores de Camaçari)

O Tribunal de Justiça da Bahia (TJBA) considerou 'abusivo' o movimento grevista dos servidores públicos de Camaçari, que já dura um mês; decisão judicial obriga o retorno imediato ao trabalho de 70% dos servidores, sob pena de pagamento de multa diária de R$ 100 mil, por parte do Sindsec (Sindicato dos Servidores Públicos de Camaçari) e Sispec (Sindicato dos Professores de Camaçari)
O Tribunal de Justiça da Bahia (TJBA) considerou 'abusivo' o movimento grevista dos servidores públicos de Camaçari, que já dura um mês; decisão judicial obriga o retorno imediato ao trabalho de 70% dos servidores, sob pena de pagamento de multa diária de R$ 100 mil, por parte do Sindsec (Sindicato dos Servidores Públicos de Camaçari) e Sispec (Sindicato dos Professores de Camaçari) (Foto: Romulo Faro)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Bahia 247 - O Tribunal de Justiça da Bahia (TJBA) considerou 'abusivo' o movimento grevista dos servidores públicos de Camaçari, que já dura um mês.

A decisão judicial obriga o retorno imediato ao trabalho de 70% dos servidores municipais, sob pena de pagamento de multa diária de R$ 100 mil, por parte do Sindsec (Sindicato dos Servidores Públicos de Camaçari) e Sispec (Sindicato dos Professores de Camaçari).

'O governo municipal, dentro da postura de sempre negociar com os trabalhadores, manteve, ao longo de todo o movimento, diversas rodadas de negociação. Chegou a oferecer reajuste parcelado de 10,67%, mas os grevistas se mantiveram irredutíveis e deram continuidade à paralisação', diz a prefeitura em nota.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247